PS Seixal diz não à austeridade do PCP



Fruto da gestão irresponsável do PCP a Câmara do Seixal entrou em situação de desequilíbrio estrutural (se fosse uma empresa chamava-se falência) e, em consequência, prepara-se para pedir um empréstimo de 40 MILHÕES DE EUROS.
A culpa, ao contrário, do que a Câmara quer fazer crer não é do Governo cujas transferências aumentam todos os anos, nem está do lado da receita que se tem mantido mais ao menos nos mesmos níveis. Sendo que algumas até crescem exponencialmente como é o caso do IMI.
O problema está na despesa, a dívida pendente a fornecedores é de 24 milhões de euros, a que se deve somar mais 22 milhões de dívida a fornecedores diferida para o período 2013-2017.
O valor da dívida em factoring ultrapassa os 14 milhões!
O que perfaz um valor total de 63 milhões setecentos e quarenta e seis mil de dívida a fornecedores.
A dívida bancária situa-se nos 40 milhões.
Só à ADSE a dívida da Câmara é de 11 milhões e meio!
À Simarsul deve 11 milhões duzentos e trinta mil.
A esta altura o caro leitor já se deve estar (e bem) a perguntar, quanto é que isto me vai custar?
O IMI vai passar dos atuais 0,395% para 0,425%. O acréscimo previsto com esta receita é de 43%!
Novo tarifário da água que irá permitir arrecadar a partir de Abril mais um milhão de euros, bem como o seu aumento progressivo, o que pode representar um aumento de até 220%.
Encerramento de equipamentos municipais ou no mínimo alteração do horário de funcionamento restringindo-o.
Maximização geral das receitas com aumento de todas as taxas a aplicar.
A mais este atentado à população o PS DIZ NÃO!

Samuel Cruz

Sem comentários:

Google