Mais depressa se apanha um mentiroso que um coxo.

No Seixal a desculpa para o desgoverno da autarquia e a sua situação financeira calamitosa é a suposta redução das transferências por parte da administração central, vamos então aos números:

2007: 14.515.299€
2008: 15.513.022€
2009: 16.605.597€
2010: 17.779.534€
2011: 17.406.477€

Um crescimento médio de 6,6% bem acima da taxa de inflação verificada no período homolgo.
Em relação ao decréscimo verificado em 2011 ele prende-se com a ultrapassagem do limite de endividamento por parte da autarquia e com a consequente retenção de verbas nos termos da Lei das Finanças Locais. Ou seja o único decrescimo verificado nas transferências do Governo para a Câmara nos últimos anos é responsabilidade da autarquia. Mas de qualquer forma esse decréscimo é minimo, representa apenas 10% do aumento total verificado nos últimos 5 anos.
Acresce que a previsão orçamental para 2013 é que as transferências se situêm nos 20 milhões de euros mas penso que isso têm muito mais a haver com a brincadeira que é o orçamento municipal do que com a realidade.

1 comentário:

cherryàtuga disse...

É absurdo que o total desgoverno, e despesismo, financeiro desta Autarquia não seja exposto aos municipes, de forma clara e prática, para que a desculpa do Governo Central acabe de vez!

Google