Madalena Alves Pereira, candidata à liderença do PS de Setúbal
Defende códigos de conduta ética a que se devem submeter parlamentares e autarcas do distrito


Madalena Alves Pereira, candidata à liderença do PS de Setúbal<br>
Defende códigos de conduta ética a que se devem submeter parlamentares e autarcas do distritoMadalena Alves Pereira, candidata à liderença do PS de Setúbal, na formalizou da sua candidatura, sublinhou a importância de “centrar a discussão e o debate em propostas e ideias que resolvam os problemas das pessoas, e não na discussão pública do Partido, com o prejuízo que tem para as estruturas e para a credibilidade dos políticos.”


Madalena Alves Pereira formaliza candidatura para
Ganhar o Futuro

Perante Vítor Ramalho, Presidente da Comissão Organizadora do Congresso da Federação Distrital de Setúbal do Partido Socialista, Madalena Alves Pereira formalizou a sua candidatura à Presidência da Federação socialista.

Confiante numa expressiva vitória no próximo dia 15 de Junho, Madalena Alves Pereira sublinhou a importância de “centrar a discussão e o debate em propostas e ideias que resolvam os problemas das pessoas, e não na discussão pública do Partido, com o prejuízo que tem para as estruturas e para a credibilidade dos políticos.”

Na apresentação à comunicação social da moção Ganhar o Futuro, a candidata socialista, acompanhada por Torres Couto, Francisco Santos e Acácio Lopes, criticou a gestão autárquica da CDU, evidenciando a rotura financeira da maioria das autarquias geridas pela CDU no distrito de Setúbal; criticou ainda o Governo PSD/CDS-PP por abandonar o distrito de Setúbal, deixando cair projetos como o TGV, a Terceira Travessia do Tejo, o Novo Aeroporto de Lisboa, responsabilizando o Governo de Passos Coelho pelo elevado desemprego verificado na região.

Para Ganhar o Futuro no distrito de Setúbal, Madalena Alves Pereira considera que existem etapas essenciais que têm de ser cumpridas: “o combate à corrupção, valor ético de credibilização e realização do Estado de Direito com os políticos e pelas pessoas; a defesa do Estado Social sinónimo da igualdade de oportunidades; a promoção do emprego, símbolo da realização humana e garante de progresso; o incremento da participação cidadã e política; a definição de uma marca identitária das políticas socialistas no Distrito de Setúbal, o estabelecer novos desafios para a governação local. Para as concretizarmos precisamos de modernizar a nossa estrutura partidária e definir também o papel que queremos atribuir à nossa Federação Distrital.”.

A advogada barreirense propõe um conjunto de medidas concretas na moção Ganhar o Futuro. Entre várias propostas, defende a elaboração, subscrição e divulgação de códigos de conduta ética a que se devem submeter os parlamentares e autarcas do distrito de Setúbal; propõe a criação de uma Agenda Regional para o Emprego no distrito de Setúbal, através de uma plataforma de entendimento transversal a todos os partidos, entre deputados, autarcas, empresários, representantes dos trabalhadores e das organizações sociais com vista a encontrar denominadores comuns para promoção do emprego; no sentido de potenciar a participação dos cidadãos na vida pública e partidária, propõe a implementação do Observatório de Ideias e Práticas Inovadoras do PS; propõe a elaboração de um manifesto autárquico para o distrito, suporte das políticas locais para o distrito com marca PS, a marca que irá diferenciar das opções conservadoras quer à direita, quer à esquerda no distrito.

Setúbal, 29 de Maio de 2012

A Candidatura,
Ganhar o Futuro

1 comentário:

Anónimo disse...

Ganhámos!

Chegou a hora de voltarmos a credibilizar no Distrito de Setúbal o PS e a sua acção política!

Rogério Roque

Google