Assumam a verdade. - Não têm dinheiro.

A Câmara Municipal do Seixal celebra anualmente contratos programa com as associações desportivas do concelho ao abrigo dos quais transfere para estas uma parte das suas responsabilidades no desenvolvimento da actividade desportiva e, em contrapartida, obriga-se a comparticipar financeiramente, o que faz com três transferências anuais. Uma medida de gestão dos dinheiros públicos correcta e a qual apoiamos.
Acontece que, há dias, fui informado por dirigentes associativos que a Câmara Municipal do Seixal ainda não tinha pago às colectividades a última tranche do ano de 2010, que abrange o período de Setembro a Dezembro, assim como não cumpriu com as suas obrigações relativamente aos compromissos assumidos para 2011. Há cerca de um ano que não paga nada.

Na reunião de Câmara da semana passada interpelei o Senhor Vereador responsável do Pelouro que reconheceu a falta de pagamento mas, curiosamente, disse que tal se devia ao facto de muitas colectividades ainda não terem apresentado os relatórios a que estão obrigadas; ou seja, transferiu o ónus da situação e do atraso no pagamento para as direcções das associações que, segundo aquele, não estariam a cumprir com os seus deveres.

Esta resposta deixou-me perplexo. Como é possível descartar uma responsabilidade com esta facilidade? Afinal as direcções das colectividades do Concelho do Seixal poderiam ser assim tão irresponsáveis, ao ponto de desperdiçarem as transferências financeiras, só porque não se esforçavam para apresentar os relatórios de actividade exigíveis?

Obviamente que nem precisava de me esclarecer junto de quem me deu conhecimento desta situação, por tão evidente mentira justificativa de cerca de ano de atraso no pagamento.

O pagamento ainda não foi efectuado porque a Câmara Municipal do Seixal não tem dinheiro.

Esta é a verdade nua e crua, mas há quem prefira transferir o odioso da situação para quem, com toda a legitimidade, exige que a Câmara Municipal cumpra com o seu dever. Os dirigentes associativos cumpriram com o seu ao proporcionarem às populações as melhores condições para a prática desportiva. Este incumprimento da Câmara Municipal do Seixal assume uma dupla vertente. Deve às colectividades porque não cumpre as responsabilidades assumidas contratualmente, deve à população do Concelho do Seixal porque não cumpre as suas atribuições.

Fonseca Gil

Vereador Socialista na Câmara Municipal do Seixal

Publicado no Jornal Comércio do Seixal e Sesimbra

Sem comentários:

Google