De que(m) tem medo Alfredo Monteiro

É hoje unanimemente reconhecido que a liderança representa um papel fundamental no sucesso das organizações.

A Câmara Municipal do Seixal é, ou pelo menos devia ser, liderada pelo seu presidente, Alfredo Monteiro.

A liderança exige, entre outros factores, disciplina, respeito e compromisso.

Por outro lado diz-nos a experiência do dia-a-dia que é nas pequenas coisas que se conhecem as pessoas ou as organizações, e que daí podemos aferir como estas se comportam perante todas as coisas da vida.

Vem isto a propósito dum “acidente” de viação ocorrido em Agosto de 2009, envolvendo um camião propriedade da autarquia, conduzido por um funcionário desta que se deslocou PROPOSITADAMENTE, durante o horário de trabalho, à moradia onde reside o presidente da Câmara e aí chegado engrenou a marcha atrás desfazendo o muro exterior.

Prosseguindo depois com a sua demanda destruidora, ao volante da viatura municipal, embatendo em mais quatro ou cinco carros e vindo a despistar-se umas centenas de metros mais à frente, destruindo a vedação duma propriedade e mandando o camião da autarquia para a sucata.

Não era aliás esta a primeira vez que este funcionário se via envolvido neste tipo de incidentes, há alguns anos atrás, conduzindo também uma máquina propriedade da autarquia, este invadiu o parque urbano das Paivas e aí causou avultados prejuízos.

Certo é que nem numa, nem noutra situação, a autarquia instaurou qualquer inquérito ao sucedido, pelo que não foi aplicada qualquer sanção disciplinar ao funcionário.

Mais curioso ainda é que tendo eu próprio, em reunião de Câmara, várias vezes perguntado pelo inquérito a estes factos ao Sr. Presidente este ter indo dizendo que o ia entregar mas a verdade é que nunca o fez. Tendo Chegado mesmo a alegar que sobre este caso existia um processo judicial em curso, o que dificultava a prestação de informações, conforme consta em acta…

A mentira prevaleceu até ao momento em que, no âmbito dum processo mais vasto que os Vereadores Socialistas instauraram ao Sr. Presidente da Câmara, para que este prestasse várias informações a que estava obrigado, fomos esclarecidos que nenhum processo de inquérito tinha sido instaurado, nem nenhum processo judicial existia, uma vez que a Câmara entendia que se tratava dum vulgar acidente de viação e, assim, quem tinha suportado estes custos tinha sido a companhia de seguros.

Ora Sr. Presidente da Câmara, Sr. Alfredo Monteiro, o que eu, o Partido Socialista do Seixal, os mais de doze mil Seixalenses que em nós votaram (e estou certo muitos outros munícipes e até alguns votantes comunistas) queremos saber, não é se acredita nesta história porque sei que é um homem esperto, o que nós queremos saber e o que interessa à Democracia é:

- DE QUE(M) TEM MEDO O SR. PRESIDENTE DA CÂMARA?

Sem comentários:

Google