SOLTAS E CURTAS - Resposta a um Vereador Social Democrata

      1-    Há quem se diga não ser queixinhas e só denuncia quando tem absoluta razão!
2-    Estranha forma de pensar, mas se nos recordarmos que é fã de Aníbal Cavaco Silva, logo percebemos que o direito ao engano não faz parte do seu dicionário.

3-    Sei o que é ter razão, mas não sei o que é ter razão absoluta.

4-    Com que então não é queixinhas!

5-    Pudera! Na minha terra os queixinhas eram miúdos de escola primária que iam contar à senhora professora as asneiras que os outros miúdos tinham feito. “Queixinhas”

6-    Mas na casa dos quarenta acredito que já não vá contar à senhora professora.

7-    Logo, aceito que hoje não seja queixinhas; desconheço, porém, se o foi na meninice.

8-    Certo é que:

9-    Perante determinadas afirmações é bom relembrar-lhe que se hoje beneficia do prazo de 48 horas, entre a entrega da documentação e o início da reunião de câmara, se deve exclusivamente à luta dos Vereadores Socialistas que no início do mandato não se vergaram à prepotência política do Senhor Presidente da Câmara que teimava em não cumprir a lei, com o argumento de que há 30 anos sempre ter procedido da mesma maneira, leia-se, sempre retirou direitos à oposição.

10-                      Já se esqueceu que foram os Vereadores Socialistas que se recusaram a participar nas reuniões de câmara enquanto não fosse cumprida a lei.

11-                      Já se esqueceu que esta atitude dos Vereadores Socialistas mereceu um comunicado de apoio à sua luta por parte da Comissão Politica Concelhia do PSD.

12-                      Já se esqueceu, este Senhor Vereador, que dizia terem os Vereadores Socialistas inteira razão, mas ele sempre se conformou com a atitude política prepotente do Senhor Presidente da Câmara.

13-                      E que dizer da informação que hoje vai recebendo, cedida pelo Senhor Presidente da Câmara, a muito contra gosto, à custa da luta dos Vereadores Socialistas que o têm obrigado, através da via judicial, a prestar informação que lhe é solicitada pelos vereadores da oposição, neste caso, pelos Vereadores Socialistas?

14-                      Eu sei. É desagradável ter que assumir vigorosamente a defesa dos direitos quando não se pretende melindrar ninguém.

15-                      Nós sabemos que é mais fácil “apimentar” do que “enfrentar”, mas os Vereadores Socialistas, em defesa da dignidade da sua missão, não se importam de “enfrentar”, quando no seu humilde entender, têm razão, ainda que não absoluta.

16-                      E certos de que a nossa luta também o beneficia, ao menos não recorde tempos de meninice, que para o caso, pouco interessam.

Por Fonseca Gil

Sem comentários:

Google