Candidatos do PS assumem compromisso com o futuro do Distrito de Setúbal

Os candidatos a deputados do Partido Socialista pelo Círculo Eleitoral de Setúbal foram apresentados hoje, numa sessão que teve lugar na sede distrital do PS, em Setúbal. Sob o lema “Defender Setúbal. Construir o Futuro”, os candidatos traçaram as linhas gerais do programa do PS para o país e, em concreto, para o Distrito de Setúbal, num momento em que as escolhas são decisivas perante um quadro político e económico muito especial.
«Estas eleições resultam da abertura pela direita ávida de poder de uma crise política irresponsável que degradou rapidamente as condições de financiamento da economia e tornou inevitável a abertura de um processo de assistência financeira externa», explicou Vieira da Silva, cabeça-de-lista do PS pelo Círculo Eleitoral de Setúbal.
O candidato lembrou que «nunca como nos 6 anos de Governo do PS o distrito de Setúbal foi colocado, com tanta clareza, no centro da estratégia de desenvolvimento do País» e que «nunca foi tão forte a aposta nas políticas de promoção da educação, de apoio às famílias jovens, aos idosos com investimentos em requalificação de escolas, creches, lares de idosos e outros equipamentos sociais».
No seu programa, o PS assume um «compromisso profundo com este distrito, tanto na Península de Setúbal como no Litoral Alentejano». Embora o modelo de desenvolvimento defendido tenha de ser ajustado às condições financeiras exigentes que irão marcar a próxima legislatura «os  resultados  que estão à  vista de todos dão razões redobradas para voltar a  pedir  a  confiança  dos  setubalenses».
Vieira da Silva salientou a consolidação da AutoEuropa, a nova capacidade produtiva da Portucel , as refinarias em construção em Sines e o sucesso dos portos de Sines e  de  Setúbal como  «prova  de  como a  aposta na  competitividade e  no reforço da capacidade exportadora passam por  Setúbal». E enunciou ainda a construção do IP 8  e  da CRIPS, a nova ligação ao porto de  Setúbal e a nova variante  ferroviária de Alcácer do Sal como «a prova de que, desde 2009, redobrámos a  aposta em infra-estruturas que reforçam o papel da região como pólo mais dinâmico da fachada atlântica portuguesa».
As dezenas de creches apoiadas pelo PARES, a elevação para mais de 80% da cobertura do pré-escolar, a requalificação concluída ou em curso de mais de duas dezenas de escolas secundárias, a aposta no apoio aos idosos e o lançamento do concurso para a construção do Hospital do Seixal «demonstram a aposta na qualidade de vida, numa sociedade inclusiva e com igualdade de  oportunidades», reforçou o candidato, lembrando ainda a descontaminação de  solos e  as novas ETAR no Barreiro/Moita e  Seixal como  aposta na requalificação dos antigos  espaços  industriais e numa  nova relação com o  rio Tejo.
Vieira da Silva não esqueceu o Litoral Alentejano como «área emergente no turismo português, em que velhos sonhos são já realidades, como é visível em Tróia» e o sucesso do porto de Sines, hoje o maior porto nacional a preparar-se para as maiores redes de  comércio intercontinental, como exemplos da «marca PS onde a  direita de sempre  só via  megalomania e  elefantes brancos».
«Os candidatos do PS por Setúbal são conhecidos de todos, são, com José Sócrates, o rosto deste compromisso profundo e das grandes mudanças em curso na região. Queremos defender Setúbal para construir o futuro. Não queremos protesto inconsequente nem destruição das políticas sociais e abandono da estratégia de desenvolvimento do distrito de Setúbal», concluiu Vieira da Silva.

Sem comentários:

Google