Seixal d'outros tempos

Antigo mercado
Ponte para o Barreiro
Norte Expresso
Mundet
Estação do Seixal
Curva da Igreja

6 comentários:

Anónimo disse...

Não seria de bom tom publicar a autoria das fotos? e onde foi buscar as mesmas? Eu até sei de quem são, suas não o são de certeza! Mas ficava-lhe bem colocar uma legenda fotos de!!!!
O seu a seu dono.

Samuel Cruz disse...

Pois de facto, a começar pela minha idade, dificilmente fui eu que tirei estas fotografias...
Se soubesse quem era o autor ou o proprietário das fotos tinha-os identificado mas acontece que não sei, a mim chegaram-me por mail.
E já agora para quem também conhece o mail a última foto (da taberna do Sousa) não corresponde à realidade, essa foto fui eu que utilizei uma vez num post sobre a taberna mas saquei-a da net, também não faço ideia da proveniência.

M. disse...

A ligação ao Barreiro que foi terminada por Salazar e nunca retomada por falta de vontade das duas cãmaras municipais.

Agora, até a ligação que estão a fazer ali em Coina sobre o rio fica mesmo depois da rotunda da antiga Pfizer, não vão ainda acusar a câmara do Seixal de querer retomar essa ligação.

Também é bonito de ver o mercado que foi desmantelado e que continou no local do antigo cemitério, tendo na altura os diligentes empregados camários mandado as ossadas não identificadas para as margens do rio, ali mesmo frente á Mundet.

Agora é um dos unicos dois locais onde se pode apreciar a baia numa esplanada, porque para a cãmara promover o lazer na baia é sempre para amanhã...

Anónimo disse...

A ponte foi transferida para Alcácer do Sal, onde ainda se mantem ao serviço.

Anónimo disse...

Sr. anónimo das 22:02 para seu conhecimento informo que a ponte de Alcácer do Sal nunca chegou a ser montada no Seixal e seria para fazer aligação do caminho de ferro entre o Seixal e ponta dos corvos que chegaria a Cacilhas.

Anónimo disse...

Sr. anónimo das 00:36, o que eu disse foi exactamente o contrário: após a ponte Seixal-Barreiro ser abalroada pelo navio Alger, a ponte Seixal-Ponta dos Corvos foi desmantelada e é a que está em Alcácer do Sal. Algumas dessas fotografias já as vi num blogue de um cantor do Seixal, o Mário Barradas. Não sei se são sua propriedade, mas não há nada como perguntarem-lhe.

Google