Público - Câmara promete isenção fiscal ao comércio do centro histórico

Público - Câmara promete isenção fiscal ao comércio do centro histórico

1 comentário:

Bruno Barata disse...

No que respeita a este tema, tomo a liberdade de recordar proposta da Juventude Socialista do Seixal:

em: http://js-seixal.blogspot.com/2010/05/seixal-uma-cidade-criativa.html

Seixal, abraçado pelo Tejo é um dos concelhos mais bonitos do Distrito de Setúbal. Um dos oito concelhos com mais habitantes de Portugal, e como tal poderíamos beneficiar de uma cidade jovem e consequentemente criativa, onde o Seixal seria uma cidade de excelência para cultivarmos a educação e formação dos nossos jovens.
Um bom passo para essa formação é o conceito de “cidades criativas”. Uma cidade criativa é o resultado entre actividades culturais, industriais e tecnológicas que visam melhorar uma determinada cidade ou concelho de um ponto de vista criativo e torna-la mais atractiva.
Este conceito propõem que se constituam espaços vibrantes onde dê gosto viver, estudar e trabalhar, em particular pela qualidade dos espaços urbanos, pela dinâmica artística e cultural, pela aposta no desenvolvimento tecnológico e pela diversidade de negócios ligados a fileira cultural, tecnológica e urbana.
Actualmente o Seixal sofre uma desertificação na sua parte histórica, devido a sua pouca dinamização, falta de serviços e espaços direccionados aos jovens, o que provoca uma ausência por parte destes.
Com o projecto das cidades criativas o Seixal ficaria assim com mais vida, movimento, criatividade e sustentabilidade. Uma das alternativas para dar início a este projecto é o programa porta 65.
O programa porta 65 é um sistema de apoio financeiro ao arrendamento por jovens com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 30 anos. Este pretende regular os incentivos aos jovens arrendatários pretendendo estimular estilos de vida mais autónomos por parte dos jovens através de um apoio no acesso a habitação, dinamizar o mercado de arrendamento estimulando ao mesmo tempo a reabilitação do edifício para esses fins e a revitalização de áreas urbanas e de concelhos em perda demográfica.
Concluindo, estes dois conceitos poderiam ser o renascer de um Concelho diferente de um Seixal mais à frente!


Sara Pires
Soraia Pires

Google