Do Seixal a Gondomar

No último post referi que o concelho mais semelhante ao Seixal é Gondomar.
Tal realidade afere-se através dos mais diferentes indicadores socioeconómicos mas também através da constatação histórica que ambos os concelhos se situam na segunda linha de periferia em relação à “grande cidade” de que são, naturalmente ou talvez não, subúrbios.
Acresce a isto que ambos os concelhos têm um proletariado “forte” no caso de Gondomar ligado à exploração mineira.
Dito isto resulta evidente que o orçamento municipal é o mesmo para resolver o mesmo tipo de problemas.
Como já vimos em matéria de habitação social Valentim Loureiro (independente recorde-se), e para utilizar a sua linguagem, dá dez zero a Alfredo Monteiro.
Vejamos por exemplo o que se passa com a educação ao nível do 1.º ciclo, responsabilidade municipal: Ambos os concelhos recorrem ao turno duplo (aulas só de manhã ou só de tarde -prática desaconselhada pelo Ministério da Educação) mas em Gondomar as actividades de enriquecimento curricular, vulgo AECs (informática, inglês e educação musical – actividades financiadas pelo ME) desenvolvem-se na própria escola (na sua maioria) porque a autarquia criou condições nesse sentido. Já no Seixal a autarquia tenta boicotar as AECs de toda a forma e feitio não participando mesmo em nada. Conduta que prova que para o PCP o que interessa não são as crianças mas a contestação ao Governo e a agitação permanente.
E agora a cereja em cima do bolo: Todas as crianças de Gondomar ao terminar o 4.º ano recebem uma viagem a Lisboa de avião para visitar locais de interesse cultural e o Jardim Zoológico.
Claro que no Seixal nunca nenhuma iniciativa que visasse premiar as crianças que ultrapassam com sucesso esta meta foi equacionada… Se perguntarem ao executivo comunista de certeza que não vão assumir a sua responsabilidade, mas antes afirmar que a culpa é do Governo e dos cortes orçamentais, só que, neste caso, os orçamentos são os mesmos, a diferença é que uns sabem como os gerir e outros não.

1 comentário:

Anónimo disse...

"Ambos os concelhos recorrem ao turno duplo (aulas só de manhã ou só de tarde -prática desaconselhada pelo Ministério da Educação"

Desaconselhada pelo ME?Desde quando?Porquê?

Se é desaconselhada porque o permitem? Porque razão solicita o ME parecer das autarquias sobre o regime duplo?
As autarquias não recorrem a turnos duplos, pela simples razão que não compete às autarquias definir se existem ou não turnos duplos.
Deixe a retórica ir de férias e trate dos assuntos sérios com a atenção que merecem.

Google