Ca ganda pinta!


Para quem se debruça, como eu, sobre a gestão comunista da Câmara do Seixal, de quinze em quinze em dias existe sempre um momento hilariante, falo obviamente da publicação do Boletim Municipal, agora em edição renovada.
No último número titulava-se: "Revisão de regulamentos municipais não altera valor das taxas em vigor."
Ora isto é o que se chama conversa para boi dormir, desde logo porque dada a situação económica do país e a taxa de inflação a rondar os zero por cento, não lembraria a ninguém mexer no valor das taxas, mas adiante.
É que o que é verdadeiramente risível é o que está subjacente a esta notícia. Ora vejamos:
O Governo, através da nova Lei das finanças locais, obrigou os municípios a fundamentar, do ponto de vista económico-financeiro, o valor das taxas cobrado.
A razão de ser desta medida é que o pagamento das taxas, ao contrário dos impostos que visam redistribuir a riqueza e têm uma função social, visa distinguir os cidadãos que utilizam determinado serviço ou bem público dos que não o fazem.
Ora é justo que quem paga uma taxa pague por ela o justo valor, nem mais nem menos do que o custo que o município tem com a prestação daquele serviço. É que se pague-se a mais estava o cidadão a subsidiar a Câmara, se paga-se a menos estava este munícipe a usufruir abusivamente dum subsídio, ainda que indirecto, por parte da autarquia à sua actividade.
Ora a Câmara do Seixal, ciente desta realidade, encomendou um estudo caríssimo a uma daquelas consultoras que normalmente os comunistas dizem ser dos amigos do governo, os chamados boys, e que tanto criticam, trata-se da “Delloitte Consultores, S.A.
Mas até aqui tudo bem, o melhor vem a seguir…
Sabem qual foi a conclusão a que, a bem paga, consultora chegou?
Todos os valores das 12 taxas já cobradas no concelho correspondiam ao valor encontrado pela Delloitte e assim não havia que mexer em nenhuma!
Abençoados comunistas, iluminados por Deus ou por Marx, que mesmo sem estudos nenhuns (às vezes no sentido mais literal do termo) acertaram ao cêntimo no valor das taxas a cobrar!
Digam lá que isto não é para rir?

Sem comentários:

Google