PS CONSIDERA O RELATÓRIO DE ACTIVIDADES E EXERCÍCIO DE 2009 O PIOR DE QUE HÁ MEMÓRIA NA CÂMARA MUNICIPAL DO SEIXAL

Uma das formas de avaliação da eficácia duma gestão é o grau de execução conseguido.
Analisando os documentos de prestação de contas, referentes ao ano de 2009, da Câmara Municipal do Seixal, a execução das receitas de capital quedou-se pelos 38%. Nada para que o PS não tivesse já alertado, aquando da aprovação do orçamento. De facto a orçamentação da venda das antigas oficinas do Fogueteiro nada tem de real, destinando-se apenas a "mascarar" o orçamento municipal.
Por outro lado também no que toca às receitas correntes o nível de execução orçamental não ultrapassou os 75%, muito fruto das falsas expectativas criadas em torno da cobrança de impostos no sector do urbanismo, quando já era conhecida a crise do sector.
Assim, a execução orçamental da receita em 2009, quedou-se por uns meros 66%, o mesmo é dizer que a Câmara Municipal do Seixal registou uma baixa execução orçamental, no que à receita se refere, o mesmo é dizer que os responsáveis pela gestão da CMS têm uma fraca capacidade de previsão e de execução, o que na prática quer dizer que esta gestão é incompetente.
Já no que toca à despesa o panorama não foi mais animador.
Um total de despesas correntes executadas de apenas 77%, na sua maioria gastos com o pessoal. Nestas despesas destaque-se os mais de dois milhões e meio de Euros gastos com avençados e os mais de dois milhões e seiscentos mil Euros dispendidos com o pagamento de horas extraordinárias.
Por fim, naquilo que é mais importante para a qualidade de vida dos cidadãos, as despesas de capital, ou seja investimento da autarquia, registou-se uma execução orçamental que se quedou pelos 58%! Destaque nesta rubrica para a verba que a Câmara despendeu com investimento em creches e lares de terceira idade, num somatório de ZERO Euros!
Face ao exposto, o PS apelida a prestação de contas e relatório de actividades apresentado como o pior de que há memória na vida democrática da Câmara Municipal do Seixal.

4 comentários:

Ponto de Interrogação disse...

Boa Noite,
Achei deveras interessante os seus apontamentos e nota final sobre o relatório e contas da CMS.
Fiquei curioso.
Seria possível disponibilizá-lo no seu blog (sites de disponibilizaçaõde documentos)? Ou só forneceram em papel?

Samuel Cruz disse...

Só foi fornecido em papel. Essa é uam das reenvidicações antigas do PS, a disponibilização destes dados em suporte digital para mais facilmente os podermos trabalhar. O ano passado ainda nos deram um cd com a digitalização das folhas, este ano nem isso.
Para os mais entendidos nestas coisas diga-se que obviamente as digitalizações incluiam uns convenientes riscos que impediam a conversão num ficheiro editável.
De qualquer forma, dentro das minhas possibilidades, trarei aqui a informação possível sobre este tema.

Bruno Barata disse...

Sobre o assunto em 17 de Abril de 2009, reforcei a ideia:
"A autarquia do Seixal, tem-se revelado adversa ao princípio da transparência, existem vários exemplos, mas concretizo com a recorrente prática de disponibilizar os documentos na véspera de reuniões em suporte de papel e a escassez de informação no site da Câmara Municipal do Seixal.


Dizem-me recorrentemente que esta falta de informação prestada pela gestão comunista, prende-se essencialmente com o objectivo de dificultar o trabalho democrático de oposição às outras forças políticas, os mais ousados dizem-me que a estratégia de não divulgação de informação assenta no princípio totalitário “Ignorância é força”.

Samuel Cruz disse...

Bruno,

Obrigado pela ajuda, na declaração de voto que apresentei em nome do PS utilizei esta tua intervenção, que, aliás, tiveste a amabilidade de me relembrar neste momento, a par de outras preciosas ajudas.

Google