Estudos para prolongar metro quase concluídos

Travessia entre Seixal e Barreiro será assegurada por uma ponte a construir de raiz

Os estudos para definir o percurso do Metro Sul do Tejo (MST) no Seixal e Barreiro devem estar todos concluídos até ao final deste ano, para que as obras arranquem no terreno em 2011. O projecto de extensão está mais avançado no concelho do Seixal.

"Relativamente ao concelho do Seixal nós fizemos os estudos do traçado. Em Outubro, passámos esses estudos à Câmara que irá apresentar os seus contributos ainda este mês", avançou ao JN o encarregado do Grupo de Missão do MST, Marco Aurélio, lembrando que "o Barreiro está menos evoluído".

"Um dos pontos fundamentais é que seja definida a localização da paragem do Lavradio para o comboio tradicional que se vai articular com o metro", nota o responsável, frisando que por o MST passar pelo interior da Quimiparque a extensão está ainda dependente da evolução do projecto Arco Ribeirinho Sul, que irá requalificar aquela zona.

Esperando ter os estudos concluídos até ao fim de 2010, incluindo os de avaliação do impacte ambiental da segunda e terceira fases do MST, que ainda não se sabe quanto irão custar, o responsável realça que é preciso haver resoluções a curto prazo, uma vez que a obra irá demorar entre dois anos e meio a três.

Quanto às soluções que estão em cima da mesa, o encarregado de Missão diz que no concelho do Seixal o traçado está praticamente definido. "O percurso vai desde o parque de material e oficinas do metro, em Corroios, seguindo ao longo da Estrada Nacional 10 até ao Fogueteiro. Entra depois por uma zona urbana até ao Seixal", descreve, prevendo menos incómodos que no centro de Almada.

.../...
SANDRA BRAZINHA - DN

1 comentário:

André disse...

Por acaso alguém sabe se esse traçado se encontra disponível para consulta? E se estiver... como consultar?
Obrigado

Google