Seixal: PS, PSD e BE pedem explicações à autarquia sobre encerramento dos mercados municipais

Lisboa, Portugal 11/03/2010 21:37 (LUSA)
Temas: Autoridades locais

Seixal, Setúbal, 11 mar (Lusa) - Três vereadores (PS, PSD e BE) na câmara do Seixal entendem que o encerramento de dois mercados municipais levado a cabo pela ASAE “poderia ter sido evitado”, alegando que o assunto era do conhecimento da câmara desde 2008.
A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) visitou há duas semana os mercados municipais de Paio Pires e do Casal do Marco e decidiu encerrá-los por “não estarem reunidas as condições para o bom funcionamento”, conforme notificação.
A questão foi levantada hoje durante a reunião pública da câmara do Seixal, realizada quinzenalmente.
O vereador socialista, Samuel Cruz, acusou a câmara de ser “irresponsável”, porque “permitiu durante dois anos que a situação de avançada degradação dos mercados continuasse” e acrescentou que se trata de “uma situação que pôs em risco a saúde pública”.
Para o vereador social-democrata, Paulo Cunha, “não é compreensível não terem sido feitas as devidas intervenções nos mercados a tempo de evitar o seu encerramento”.
Outros mercados do concelho foram apontados por Luís Cordeiro (BE), como os mercados das freguesias da Cruz de Pau e de Corroios, que referiu “estarem nas mesmas condições há 35 anos, sendo que estão a degradar-se de dia para dia”.
“Tem que haver mais apreço pelo comércio local, no sentido de evitar o arrastamento de cada vez mais pessoas para as grandes superfícies”, realçou, defendendo a execução de obras que tornem os mercados municipais mais atrativos.
Em resposta, Joaquim Santos (CDU), vice-presidente da autarquia, admitiu que a legislação evoluiu e que “os mercados não conseguiram acompanhar as exigências actuais”. No entanto, garantiu que “já há algum tempo que a câmara vinha a conversar com a junta de freguesia de Paio Pires [detentora dos mercados encerrados], no sentido de ser construído um único mercado que servisse as populações das freguesias afectadas”.
“Consultámos a população e a nossa opção foi posta de parte porque não iria prestar um melhor serviço aos munícipes”, acrescentou o autarca.
Alfredo Monteiro (CDU), presidente da autarquia, adiantou que a decisão final, depois de ter sido ouvida a população e as juntas de freguesia, foi a da “recuperação total dos mercados já existentes”.
As obras a serem realizadas nos mercados em conformidade com a lei são a exigência de bancas em inox, de circuito de água quente e de arcas frigoríficas, entre outras.
“Estamos a falar de investimento público, é certo que a câmara tem que investir para servir as populações, mas tem que ser um investimento cuidado, rentável e bem aplicado”, frisou o autarca, acrescentando que “esta é a política de mercados adoptada pelo município”.
A Lusa contactou vendedores nos mercados, que afirmam “estar de mãos atadas” enquanto não forem feitas as obras.
Não havendo ainda previsão para o início das obras, foi encontrada uma solução de compromisso para com os vendedores: foram disponibilizados espaços nos outros mercados municipais - Seixal, Torre da Marinha e Pinhal dos Frades - para que provisoriamente consigam trabalhar e terem a sua forma de sustento, indicou a Câmara.

SYC.
*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***
Lusa/Fim.

4 comentários:

Rita disse...

VAMOS LIMPAR PORTUGAL
Programa Dia L

No dia 20 de Março de 2010, dirija-se à sua Junta de Freguesia para participar na limpeza do nosso Concelho / Freguesia.
À tarde há um convívio com todos os voluntários, com música, e animação, junto ao Jardim do Seixal.

08h45 – Recepção de voluntários 13h00 – Convívio no Seixal
17h00 – Regresso à sede da Junta de Freguesia.

Cada voluntário deverá trazer:
- Roupa e calçado confortável;
- Mochila com: água e comida;
- Luvas para protecção;
- Mascara de papel (opcional)

Anónimo disse...

vamos limpar o nosso consenho estou de acordo mas e começar na CMS E NAS FREGUESIAS LIMPAR ESES PCPTODOS

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA JOSÉ MARTI disse...

Decorreu de forma muito participativa o jantar-debate realizado pelo CDS/PP do Seixal, cujo tema era “Cuba – tentar perceber”.
Quando se assiste a mais uma campanha mediática contra Cuba, é de louvar quem pretende estar esclarecido e não tem reservas mentais ou complexos de qualquer ordem.

http://associacaojosemarti.blogspot.com

Kung Futzé disse...

Então no dia em que forem ao de Corroios...ui
...vai tudo preso, até as ratazanas

Google