Há 11 anos morreu Rogério Quaresma de 4 anos de idade numa tampa de esgoto indevidamente aberta no Seixal

Da última reunião de Câmara, notícia TVI.
E a opinião no DN da APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vitima), aqui.

A questão para mim é tão simples como isto: Uma criança de 4 anos morreu porque caíu numa tampa de esgoto indevidamente aberta.
A responsabilidade de manter estas infra-estruturas é da Câmara Municipal do Seixal.
A Câmara recusa-se a assumir qualquer responsabilidade apesar de ser evidente que esta é sua, quanto mais não seja por negligência.
No anterior mandato todos os Vereadores se manifestaram pelo pagamento da indemnização decidida pelo Tribunal do Seixal (250.000€) mas os Advogados da Autarquia mantiveram o recurso, as duas questões que deixo são:
1. Somos ou não pessoas de bem que honramos a nossa palavra?
2. Quem manda na Câmara, o executivo ou os advogados?

6 comentários:

Manuel do Ó disse...

Esta câmara, ou melhor o executivo desta câmara, não tem vergonha nem pudor.
Quando se aproveita da questão do hospital para fazer política, aparecem tão preocupados com os doentes deste concelho, mas aqui neste caso em particular esquecem-se ou melhor querem se esquecer da dor daqueles pais.
Como já foi referido, e bem, qual a desculpa desta câmara ou de quem a governa, para não pagar o que tinha sido anteriormente pré definido.
Isto é um massacre aos familiares o reavivar constantemente do trágico acidente, é claro que todos mais informados sabemos, os peritos que são os comunistas em massacres, quer físicos quer psicológicos.
Mas só os mais distraídos podem ficar surpresos, quando uma câmara deixa as crianças deste concelho passar frio durante treze anos, pela não substituição de um simples quadro eléctrico numa escola, é capaz de tudo.
Mas de realçar outro pormenor não menos importante, qual o verdadeiro papel da advogada da câmara municipal? Convém não esquecer, que a mesma, andou anos a fio a receber ilicitamente honorários (horas extraordinárias) da câmara, será que não é esta senhora que impôs ao executivo recorrerem, para assim, delapidar mais uns milhares de euros do erário público?
Diz quem a conhece bem, que esta senhora é bem capaz de exigir este recurso.
Porque frequentou uma grande escola, um conhecido bar aonde paravam os deputados da Assembleia da Republica para os lados da Artilharia 1 , daí os conhecimentos.
Esta advogada chegadíssima no passado ao Eufrásio, participou e participa nos negócios escuros da câmara, como se diz na gíria conhece os podres todos da câmara e do executivo.
Quem não se lembra da casa do Benfica do Seixal? Foi a responsável pelo seu encerramento devido a problemas financeiros!
Porque será que foi corrida da direcção do S.L.B?

Hugo disse...

Samuel deixa-te desse sindrome. Deixa a Familia em paz. O PS nunca mexeu uma palha e agora andas a levantar a poeira.
~Toma juizinho

Rui Cabral disse...

Responda-nos você que é vereador dr. Samuel e assuma o que disser claramente!

Anónimo disse...

SAmuel
Não vês que a familia quer é ganhar o euromilhões ?

Hugo disse...

Esse Hugo que para aí anda deve estar a querer conversa, como a inteligência é parca e a realidade inegável faz-se pequenas brincadeiras tristes e inconsequentes.
hserejo

Anónimo disse...

Este caso é a maior chaga social que se pode imputar a uma autarquia dita comunista que propagandeia constantemente apoio aos mais desfavorecidos.È assim que defende os mais pobres??? Ou acham que a familia da criança morta pela incúria da camara é rica!!!È uma vergonha viver num concelho onde as pessoas morrem por culpa da autarquia e esta ainda por cima tenta por todos os meios fugir ás suas responsabilidades. Isto só no mundo estalinista.

manuel fernandes
amora

Google