Filipa de Castro - Mandatária da Juventude

PS apresenta a sua representante para os jovens do Seixal

Samuel Cruz, candidato do Partido Socialista à Câmara Municipal do Seixal, escolheu Filipa de Castro para Mandatária da Juventude da sua campanha pelo seu carisma e pelo que pode representar de positivo para o concelho do Seixal.

Para Filipa de Castro esta chamada faz todo o sentido. “Sou amiga do Samuel Cruz há alguns anos e fiquei muito sensibilizada com o convite que me fez. Foi irrecusável!”

O candidato socialista e a sua nova mandatária irão desenvolver ao longo dos próximos meses uma série de acções para cativarem o eleitorado jovem do concelho do Seixal.

Seixal, 28 de Agosto de 2009 [Comunicado de Imprensa]

A passividade da Junta de Corroios perante decisão da CNE

As festas de Corroios acabam hoje.
Após a Comissão Nacional de Eleições (CNE) nos ter dado razão quanto à diferenciação de espaço disponibilizado à CDU/PCP em comparação com o PS nas Festas de Corroios, enviamos para a Junta de Freguesia respectiva, dois faxes aos quais ainda não obtivemos qualquer resposta. Esta atitude, para além de ser demonstrativa de total falta de respeito pela oposição, só vem demonstrar o atraso e lentidão com que esta Junta de liderança PCP faz as coisas. Para responderem à carta na qual solicitavamos o espaço pretendido na Feira, a resposta demorou quatro(!) meses.
Quanto ao não cumprimento da decisão tomada pela CNE, o senhor presidente da JF deve saber que está a incorrer num crime punível com pena de prisão até dois anos. Perante isto, resta-me fazer seguir a queixa para o Ministério Público.
Embora a queixa para o MP não resolva o problema de ter stand nas festas, ao menos que sirva como lição pedagógica.

Conselho de amigo ao PCP

Hoje, 28 de Agosto, terminou o prazo para correcção das listas a entregar no Tribunal para o processo eleitoral autárquico. Para além do facto inusitado do CDS/PP ter apresentado apenas um nome (!) para concorrer à Junta de Freguesia de Fernão Ferro, o facto mais estranho foi o facto da CDU/PCP não ter entregue nenhuma fotocópia dos BI's dos candidatos.
Perante o grande rigor tão apregoado na entrega das listas, é pena terem-se esquecido de apresentar algo tão elementar como o é o documento identificativo da pessoa individual.
Li já por alguns blogues que esta situação é injusta pois o BI não deveria ser necessário apresentar. Meus caros, se querem um conselho de amigo, e se realmente não acham necessário a apresentação do documento, não entreguem. O Seixal ia agradecer!

Festas de Corroios 2009 - Comissão Nacional de Eleições dá razão ao Partido Socialista

O Partido Socialista (PS) apresentou uma queixa junto da Comissão Nacional de Eleições (CNE) por não se conformar com a atribuição de três stands na Feira de Corroios ao PCP/JCP/CDU, com um total de 21 metros de frente.
Ao passo que para o PS, a Junta de Freguesia de Corroios apenas disponibilizou um espaço com 3,5 metros de frente!
O que na prática inviabilizava a montagem do stand com que participámos em todas as restantes festas do concelho (com 6 metros de frente).
Nesse sentido, o PS recorreu à Comissão Nacional de Eleições que hoje deliberou, dizendo o seguinte:
«Face a tudo quanto exposto, afigura-se que a atribuição de um espaço de propaganda à coligação de partidos CDU e outro distinto ao PCP é susceptível de colocar em crise o princípio da igualdade de oportunidades e de tratamento entre as diversas candidaturas, porquanto a candidatura do PCP aos diferentes órgãos das autarquias locais será apresentada pela CDU, coligação formada pelo PCP e pelo PEV.»

Perante esta decisão do CNE, o Partido Socialista espera que a Junta de Freguesia de Corroios aja em conformidade com esta deliberação, repondo a legalidade democrática.

O Seixal não pode continuar a ser uma ditadura comunista.

[Comunicado de Imprensa]

Festas de Corroios 2009 - Comissão Nacional de Eleições dá razão ao PS

NOTA INFORMATIVA

Assunto:
Participação do PS contra a Junta de Freguesia de Corroios por alegado tratamento discriminatório na atribuição do espaço para instalação do stand daguele partido no recinto das “Festas Populares de Corroios”.
Proc. n.° 83/AL-2009

Dos Factos
1. Em 21 de Agosto de 2009, o Partido Socialista do Seixal apresentou uma
participação contra a Junta de Freguesia de Corroios por alegado tratamento
discriminatório na atribuição do espaço para instalação do stand daquele partido no recinto das “Festas Populares de Corroios” (cf. Doc. n.° 1);
2. Em anexo àquela participação encontram-se cópias de um panfleto informativo alusivo às festas de Corroios, do requerimento de instalação de um stand apresentado pelo Presidente da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista do Seixal, dos ofícios da Junta de Freguesia de Corroios remetidos ao Partido Social Democrata e ao Partido Socialista relativos à instalação dos stands em apreço, bem como fotografias relativas à instalação do stand do Partido Comunista Português;
3. Notificado o Presidente da Junta de Freguesia de Corroios para se pronunciar, querendo, sobre os factos constantes da participação apresentada Partido Socialista do Seixal, veio o Presidente daquela Junta de Freguesia responder, nos termos e com os fundamentos constantes do Doc. n.° 2 em anexo.

Do Direito
O artigo 41.° da Lei Orgânica n.° 1/2001, de 14 de Agosto (Lei Eleitoral dos Órgãos das Autarquias Locais, de ora em diante, abreviadamente designada por LEOAL), determina que: “Os órgãos (...) das autarquias locais, bem como, nessa qualidade, os respectivos titulares, não podem intervir, directa ou indirectamente, na campanha eleitoral, nem praticar actos que, de algum modo, favoreçam ou prejudiquem uma candidatura ou uma entidade proponente em detrimento ou vantagem de outra, devendo assegurar a igualdade de tratamento e a imparcialidade em qualquer intervenção nos procedimentos eleitorais.”

A violação do artigo 41.0 da LEOAL consubstancia a prática de um ilícito de natureza criminal, punido nos termos do disposto no artigo 172.° do mesmo diploma com pena de prisão até dois anos ou pena de multa até 240 dias.
Com este imperativo legal procura-se garantir, por um lado, a igualdade de o oportunidades e de tratamento entre as diversas candidaturas e, por outro lado, que não existam interferências exteriores no processo de formação da vontade dos cidadãos para o livre exercício do direito de voto.
A Junta de Freguesia de Corroios na resposta remetida à CNE refere que aos partidos políticos e coligações de partidos foram disponibilizados espaços de propaganda política no recinto das “Festas Populares de Corroios” com uma frente de 3,5 metros, encontrando-se os mesmos alinhados em banda.
O artigo 19.° da resposta apresentada refere quais as forças políticas a quem foram disponibilizados espaços naquele recinto, a saber:
a) PPD/PSD;
b) CDS-PP;
c) CDU;
d) PS;
e) PCP;
f) B.E.

Nas eleições dos órgãos das autarquias locais, de 11 de Outubro de 2009, apresentaram listas aos órgãos do Município do Seixal e à Assembleia de Freguesia as seguintes forças políticas 1:
a) B.E;
b) PPD/PSD;
c) CDS-PP;
d) PS;
e) MMS;
f) CDU.

Verifica-se, no entanto, por um lado, que a um dos partidos políticos concorrentes àquele município e freguesia não foi atribuído nenhum stand (MMS) e que, por outro lado, para além do espaço concedido à CDU, coligação permanente de partidos políticos formada pelo PCP e pelo PEV registada no Tribunal Constitucional, a Junta de Freguesia em apreço concedeu, ainda, um espaço, para efeitos de propaganda política, a um dos partidos polfticos que formam aquela coligação, in casu, o PCP.
A coligação de partidos políticos em apreço visa, entre outros fins, apresentar candidaturas a todas as eleições que se realizem em todo o país para os órgãos do Poder Local (designadamente dos Municípios e freguesias), quer gerais, quer intercalares ou antecipadas.
A Junta de Freguesia de Corroios refere, ainda, na resposta apresentada, que foi atribuído ao PCP, a par do espaço destinado a propaganda política, um espaço para efeitos de instalação de um bar com esplanada por ter sido solicitado por aquela força política. Na resposta remetida à CNE adianta, ainda, aquela autarquia, que tal possibilidade foi também apresentada ao PS, que, no entanto, terá recusado, de acordo com a Junta.
Da análise dos elementos constantes do processo em apreço, maxime da resposta apresentada pela Junta de Freguesia de Corroios no âmbito da participação em análise, não foi possível apurar qual o critério a que aquela autarquia atendeu na atribuição às diversas forças políticas dos stands em causa, para efeitos de propaganda política, admitindo-se que os mesmos tenham sido atribuídos por requerimento dos interessados.
Face a tudo quanto exposto, afigura-se que a atribuição de um espaço de propaganda à coligação de partidos CDU e outro distinto ao PCP é susceptível de colocar em crise o princípio da igualdade de oportunidades e de tratamento entre as diversas candidaturas, porquanto a candidatura do PCP aos diferentes órgãos das autarquias locais será apresentada pela CDU, coligação formada pelo PCP e pelo PEV.


[Deliberação da CNE]

Noite de violência na Quinta da Princesa

Candidato socialista à Câmara do Seixal defende Contrato Local de Segurança

Samuel Cruz, candidato do Partido Socialista à Câmara Municipal do Seixal, perante mais uma madrugada de violência na Quinta da Princesa, no Seixal, considera cada fez mais essencial para o concelho a implementação do Contrato Local de Segurança (CLS).

“É inconcebível que o concelho esteja a ferro e fogo”, afirma Samuel Cruz, reforçando que “a autarquia não conseguiu dar resposta a este problema, e é crescente o sentimento de insegurança no Seixal.”

As críticas do vereador e candidato pelo PS Samuel Cruz são constantes e ganham relevância quando são notícia, diariamente, casos de violência, na zona do Seixal.

Um dos principais pilares da candidatura de Samuel Cruz assenta no desenvolvimento de um Contrato Local de Segurança, estabelecido entre a Câmara e o Ministério da Administração Interna, que pretende reforçar a vigilância e segurança da zona.

Com este projecto são fixadas as formas e as estratégias de presença e de intervenção no terreno das várias forças de segurança, incluindo as polícias municipais e os recursos de segurança privada, bem como os objectivos específicos a atingir por cada uma destas entidades, não só em termos de prevenção, manutenção e reposição da ordem, como de fiscalização e dissuasão das condutas anti-sociais.


Seixal, 25 de Agosto de 2009 [Comunicado de Imprensa]

Carta aberta ao Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Corroios

Caro Presidente da Junta de Freguesia de Corroios,

Resido na freguesia há mais de 20 anos e venho por este meio mostrar a minha indignação com os factos ocorridos há poucos dias atrás, no recinto das festas de Corroios, onde mais uma vez, o PCP vestido de Junta de Freguesia, voltou a mostrar que não respeita os valores de igualdade que tanto apregoa para fora mas que continua a conter para dentro...

Ano após ano, os Stands de outros partidos políticos são remetidos para zonas sem visibilidade e com pouca luz. Como se isso não bastasse, as ameaças são constantes e a destruição de material de campanha de outros partidos é o prato do dia na Freguesia.

Todos sabemos que a JCP tem uma boa implantação na Margem Sul, tal como o PCP. Será porventura o último reduto vermelho, depois de Cuba...

Também todos sabemos que os senhores defenderam sempre valores de liberdade em Portugal, embora na verdade sejam actores do velho ditado português: "Faz o que eu digo, não faças o que eu faço".

É lamentável que tantos anos passados depois da revolução dos cravos persistam atitudes destas, dignas de um país terceiro-mundista. Será que terão de voltar os tempos em que se guardavam os cartazes como se de ouro se tratasse? Será que são capazes de fazer politica sem ameaça e destruição?

Certamente há coincidências demasiado óbvias como o facto de terem ameaçado o Vereador Samuel Cruz e passadas algumas horas o cartaz da rotunda ter ido abaixo, sem registo de acidentes. Foi um ar que se lhe deu?

Volto às questões: se um dia uma das Juntas do Concelho ou a Câmara tiverem eleita uma outra formação partidária vai haver uma guerra civil no concelho? As Farc navegarão até aqui para formar guerrilha?

Caro Presidente, os moradores da freguesia estão cada vez mais atentos a todas as questões que agitam o seu dia-a-dia. E a mobilização para uma Freguesia mais limpa, com menos buracos nas estradas, com sinalização apropriada e outra forma de gestão não deve ser um incómodo para V/Exa. mas sim um incentivo a uma gestão menos partidária e mais em prol dos cidadãos da freguesia.

A terminar uma ultima pergunta. Segundo o Correio da Manhã terá dito o seguinte: "em primeiro lugar aqueles que colaboram todos os anos connosco, o que não acontece com o PS, que só participa de quatro em quatro anos, quando há eleições". A gestão da Junta é de quem, do PS? Que possibilidades dão os senhores a outros partidos de se envolverem em eventos públicos? Será que o Seixal é uma Ditadura Comunista onde a lei eleitoral e as leis da República não se fazem valer?

Há verdades inconvenientes mas estas atitudes não dignificam nem a classe politica, nem os moradores da freguesia que desejam mais trabalho e menos espectáculo.

Cordiais Saudações
Nuno Vinhas
Munícipe de Vale de Milhaços
Candidato à Assembleia Municipal do Seixal pelo Partido Socialista

A verdade que precisa de ser dita

O complexo de esquerda de uma minoria no interior do PS tem contribuído para entregar o governo do país à direita.

Álvaro Cunhal dividia os socialistas em bons e maus. Bons eram os que criticavam Mário Soares e maus eram os que o apoiavam. Francisco Louçã usa a mesma táctica em relação a José Sócrates.
Estamos no tempo certo para mobilizar os militantes de base do PS para o combate político contra a extrema esquerda, que tudo tem feito e continua a fazer para entregar o governo do país à direita.

A extrema esquerda subiu à custa do PS, porque as bases do PS, estão adormecidas e distantes do combate político.
Os dirigentes do Partido Socialista também não têm combatido com determinação os marxistas-leninistas, stalinistas e trotkistas, por receio de provocarem uma cisão no Partido e no grupo parlamentar.


Manuel Alegre que nos anos setenta esteve sempre ao lado de Mário Soares, na luta contra a extrema esquerda, reuniu-se duas vezes, com os trotkistas e stalinistas do BE, para combater o governo do PS.
Há sempre gente no PS disponível para o destruir por dentro (são o eco dentro do Partido do que pensam os extremistas), com a argumentação de que o Partido está a ir muito para a direita.Foi assim com Manuel Serra e Carmelinda Pereira, no congresso de 1974, em que conseguiram 40% dos votos para a Comissão Nacional.
No final dos anos setenta Lopes Cardoso e outros militantes que o acompanharam, combateram o PS por dentro, acabaram por sair do Partido, fundaram a U.E.D.S: que foi a eleições em 1979 e não conseguiu nenhum deputado. A AD de Sá Carneiro e Freitas do Amaral, ganhou com maioria absoluta.

Para as legislativas de 1980, Mário Soares, na tentativa de derrotar a AD, fez uma coligação com a U.E.D.S. de Lopes Cardoso e com a ASDI, a Frente Republicana Socialista. Não resultou e a AD de Sá Carneiro e Freitas do Amaral voltou a ganhar com maioria absoluta.
Lopes Cardoso e os seus camaradas da U.E.D.S., voltaram ao PS e nunca mais se manifestaram mais à esquerda do que os outros militantes. Existem ainda hoje muitos militantes que foram da U.E.D.S, mas ninguém mais falou nisso.

No Principio dos anos. Foi a luta ex-secretariado/Mário Soares por causa do presidente Ramalho Eanes, este acabou por formar um partido, o PRD de má memória, mas que fez uma grande moça no PS nas legislativas de 1985 (20% dos votos). Originando uma maioria simples do PSD de Cavaco e Silva. Em 1987 o PRD (18%), apresentou uma moção de censura ao governo de Cavaco, apoiada pelo PS, que venceu no parlamento e o Governo caiu.
Marcadas novas eleições em 1987, o PSD/Cavaco Silva, ganhou com maioria absoluta e em 1991, voltou a ganhar com maioria absoluta. Foi um longo período com a direita a governar, por culpa das divisões internas dentro do PS e o complexo de esquerda de uma minoria de militantes que existe sempre no interior do PS.

Sempre que o PS está numa posição maioritária e em condições de governar, aparecem militantes que se dizem mais à esquerda , fazendo eco das posições da extrema esquerda, não contribuindo em nada para a aplicação das políticas de esquerda, mas sim para entregar o poder à direita.
Álvaro Cunhal dividia os socialistas em bons e maus. Bons eram os que criticavam Mário Soares e maus eram os que o apoiavam. Francisco Louçã usa a mesma táctica em relação a José Sócrates.

Estamos no tempo certo para mobilizar os militantes de base do PS para o combate político contra a extrema esquerda, que tudo tem feito e continua a fazer para entregar o governo do país à direita.

Manuela Ferreira Leite poderá continuar sossegada em casa na pré-campanha eleitoral que Francisco Louçã tem feito o trabalho por ela, percorrendo todo o país a dizer mal do PS e nunca dizendo uma palavra contra a direita. Francisco Louçã esforça-se para que o
PSD ganhe as próximas eleições legislativas,disso eu não tenho nenhuma dúvida.
Só que há uma pequena minoria no PS que tem complexo de esquerda e são o eco dentro do partido dos trotskistas e dos stalinistas e mais tarde ou mais cedo entregam o país à direita. A história diz-nos que esta exigência do PS ir mais para esquerda tem sempre o efeito contrário, o país vai sempre para a direita.

Há hoje, dentro do PS, militantes, dirigentes e candidatos a deputados que apoiaram Manuel Alegre no congresso de 2004, dizendo-se mais à esquerda, mas hoje já compreenderam que o PS, liderado por José Sócrates é a esquerda possível e nunca mais falaram nessa questão.

José Bastos - PS Montijo

Hugo Serejo diz:

Hugo Serejo diz:
"Segue aqui o coment que fiz ao ultimo post aldrabão do flamingo, para o caso de ele se esquecer de publicar:
Boa tarde Srs. Teixeiras

De facto a saga das mentiras e calúnias aqui neste blog do aparelho PCP continua!

De tal forma que me força a responder durante a minha hora de almoço, mas vejo-me forçado para desmascarar mais uma das vossas hipocrisias e calúnias.

Como os senhores mesmo sabem eu faço parte da lista do PS à Assembleia Municipal do Seixal, FAÇO PARTE DESSA GRANDE PARTE DE 2 OU 3 pessoas que não são recenseadas no Seixal, logo não sou o Samuel!

Sou o Hugo Serejo como estão cansados de saber pois inclusive andaram a investigar na net (e não só) acerca da minha pessoa assim que comecei a comentar neste blog.

Acontece que na sede de campanha estava a dar uma vista de olhos pela blogosfera e vi mais uma mentira que era a de termos feito queixa à CNE devido aos outdoors , o que é falso quem o fez foi ,julgo, o PSD. Imediatamente quis mandar o comment e utilizei a conta do Samuel que estava aberta.

Meus senhores falsos e hipócritas são vocês que quando chega a hora de publicar as provas que desmistificam as vossas mentiras arranjam subterfúgios para o não fazer.

Falsidade e hipocrisia é só apresentar partes de documentos que aliás não deviam ter acesso!

Assim como é falso não se ter diferenciado os pedidos para a JS E PS, aliás como podem ver no blog Rumo A Bombordo, esse é o último parágrafo do requerimento de Stand para a Junta!

Assim como é falso manterem a qualidade gráfica deste blog e ser apenas um supostamente independente a trabalhar(os meus parabéns na mesma pois de aspecto gráfico é muito bom).

Meus caros lá por os Srs. serem de facto assim, de utilizarem esse tipo de argumentos na luta política, de serem verdadeiros cobardes que se escondem sob a capa do anonimato e de pseudónimos, de manipularem a opinião pública com mentiras e ilusões, isso não quer dizer que os vossos adversários sejam de tão mau calibre quanto os Srs.

Devo dizer ainda mais são bem diferentes e agem correctamente e livremente, o Samuel Cruz não queria que eu respondesse a este ridículo post, porque não valia a pena, mas eu como pessoa livre que sou disse que o iria fazer pois já aqui disse que por vezes o fogo combate-se é com o fogo e não podia deixar passar mais uma mentira e hipocrisia dos flamingos, que sabendo ainda antes de eu ter divulgado qual era o meu primeiro nome já me tratavam por Hugo!

Sois cobardes, falsos e hipócritas pois há muito que sabem quem eu sou, mas para fugirem á desgraça das vossas mentiras e falhas tentam criar aldabrices!

Com cada vez menor consideração

Hugo Serejo"

Samuel Cruz diz:
Lamento que o blogue o flamingo não tenha publicado este comentário do Hugo Serejo, deve ter conteúdo ofensivo... Mas vindo de quem vem também não esperava mais.
Como já perceberam o Hugo enviou dum computador onde eu tinha estado a trabalhar, um comentário que naturalmente apareceu com o meu nome como utilizador mas assinado por ele.
Eu sou o cabeça de lista à Câmara pelo PS, o Hugo é candidato à Assembleia Municipal, existimos os dois e somos amigos.
Bom seria que o que o Sr. Teixeira revelasse a sua identidade pois nenhum cidadão anónimo dispõe do tempo e muito menos da informação que você dispõe, portanto amigo saia do armário, mostre que é homenzinho e discuta connosco cara a cara.
Ninguém lhe faz mal não h+a necessidade de ser clandestino.
Beijos,

A (In)segurança no Seixal

Usam carrinha para partir montra e levar tabaco

Grupo de sequestradores fica em prisão preventiva

Participação do PS nas Festas Populares de Corroios


Caros amigos,

Junto para vosso conhecimento link para a notícia publicada, hoje, no jornal Correio da Manhã e que foi também tratada pelo jornal 24 horas.

Igualmente para esclarecimento de todos aqui fica o relato de toda a situação devidamente circunstanciada:

No dia 1 de Abril de 2009 o PS pediu a todas as Juntas de Freguesia do Concelho um espaço para o PS e outro para a JS (contínuos) nas respectivas festas.
Missiva essa que não obteve resposta e tendo sido criadas sempre dificuldades à participação do PS nas referidas festas populares a saber:
- No Seixal o espaço destinado ao PS era junto aos carrinhos de choque, facto pelo qual optei por não participar nas festas de São Pedro.
- Em Paio Pires o nosso stand localizou-se em rua prependicular àquela onde se realizava a festa com o argumento de que o PCP estava na mesma rua (de facto estava - encontrava-se na esquina com uma parte do stand virada para a rua da festa e outra parte para a rua onde nós estávamos).
- Na Arrentela e Fernão Ferro o tratamento foi mais correcto apesar do stand do PCP/CDU ficar sempre junto às portas de maior passagem, já que a sugestão feita pelo PS na já referida carta dos lugares serem sorteados entre todos os partidos nem sequer foi considerada.
- Na Amora a CDU duplicou a sua participação com um stand da CDU e outro do PCP, sendo que este segundo stand é de grande dimensão e se encontrava no centro das festas, facto que motivou a minha reclamação junto da Presidente da Junta.

Em Corroios e este é o facto mais escandaloso, passou-se até agora o seguinte:
- Durante a passada semana o PS foi informado por carta que poderia estar presente na feira de Corroios.
- Na segunda-feira passada tendo um elemento do PS deslocou-se à JFCorroios e foi informado que apenas tinhamos direito a 3,5m de frente para colocar o nosso stand, ao que este contrapôs que o nosso stand tem 6m de frente, tendo o Presidente da JF sugerido que montassemos o stand de lado!!!
- Na terça-feira eu próprio me desloquei ao local da feira e pedi para falar com o Sr. Presidente da JF na tentativa do sensibilizar para o problema, disseram-me para aguardar no local. Eram três da tarde:
- Cerca das quatro da tarde sem que o Presidente da Junta aparecesse (e já me estando a sentir gozado) os elementos do PCP presentes do local começaram numa atitude provocatória dizendo para tirar o carro do sitio onde estava (encontrava-me na única sombra existente no local) tal como os carros deles.
- Acto continuo passaram às ameaças dizendo que estavam a trabalhar e alguma ferramenta lhes podia saltar da mão e o carro ficava amachucado ou então ia aparecer riscado e eles não sabiam como... Naturalmente todas estas observações eram feitas em tom irónico.
- Vendo que este tipo de acção não obtinha qualquer reacção da minha parte começaram a comentar entre si, vêm para aqui estes doutorzecos de merda...
- Estando já cansado da situação e vendo que as ameaças e as injurias subiam de tom pedi que chamassem a PSP ao local, o que aconteceu tendo sido elaborado o respectivo auto de notícia e os presentes identificados.
- Só depois de tudo isto e já depois das 5 da tarde o Presidente da JF se dignou a falar comigo. Tentei sensibilizá-lo para o facto da lei eleitoral prever igualdade de tratamento para todas as forças politicas e o PCP/CDU/JCP terem cerca de 21m de frente no local e ao PS (e aos restantes partidos) não ser disponibilizado mais de 3,5m. A única resposta que obtive sobre isto é que ali não havia lei nenhuma quem mandava era ele!
- Depois de muita insistência e de eu ter tentado apresentar alternativas para a colocação do stand (quase todo o espaço estava ainda desocupado e o recinto da feira de Corroios não é propriamente pequeno), quase por favor lá me foi sujerido um local mais uma vez junto à zona dos divertimentos. Naturalmente qe argumentei que o local não era o indicado para a participação politica mas que se o achavam, eu trocava com qualquer um dos stands do PCP/JCP/CDU o lugar instalavam-se eles ali e ia o PS para o lugar deles.
- Não tendo sido possível chegar a nenhum acordo abandonei o local cerca das 20h.
- Ainda não eram 21h 30´ recebi um telefonema para de novo me deslocar ao centro de Corroios onde um autedor da campanha do PS tinha sido destruido, a estrutura encontra-se totalmente dobrada e os placares tinham sido "mandados" para uma valeta com cerca de 3m de profundidade existente no local.
- De novo chamada a PSP ao local fui informado que não existia registo de qualquer acidente rodoviário no local, facto que me fez apresentar nessa mesma noite queixa na esquadra da PSP pela prática dos crimes de dano e destruição de campanha eleitoral.

Resta-me acrescentar que as reclamações referentes à não participação em condições de igualdade, por parte dos partidos politicos, nas festas populares de Corroios foram já devidamente encaminhadas, assim que existirem desenvolvimentos a todos darei conhecimento.

PS Seixal denuncia falta de democracia

Localização dos stands partidários nas Festas de Corroios lançam polémica entre as forças políticas do concelho.

Samuel Cruz, candidato do Partido Socialista à Câmara Municipal do Seixal, denuncia que a localização dos stands das diferentes forças partidárias nas Festas de Corroios está a ser feita de forma “anti-democrática”.

O stand do PCP tem uma frente de 15 metros e está posicionado junto à entrada do recinto das Festas. Uns metros mais à frente estão localizados os stands da CDU e da Juventude Comunista (que desta forma triplica a sua presença), bem como os do Partido Socialista e Bloco de Esquerda, cada um deles com apenas 3,5 metros de frente.

“A equidade tem que ser assegurada em todas as situações. Em periodo eleitoral todas as forças políticas devem ser tratadas de igual forma. O que está a acontecer, nas Festas de Corroios, é um atropelo à lei”, denuncia Samuel Cruz.

O candidato socialista garante que vai recorrer “a todas as instâncias para garantir a igualdade de tratamento de todas as forças partidárias”.

Perante a contestação, no local, do candidato Samuel Cruz, os apoiantes do Partido Comunista fizeram ameaças e proferiram injurias, tendo sido a polícia chamada a intervir, procedendo, no local, à identificação dos militantes comunistas envolvidos.


Seixal, 18 de Agosto de 2009
(Comunicado de Imprensa)

Aos Cidadãos de Pinhal de Frades e Flor da Mata,

Em 2006, a Câmara Municipal do Seixal submeteu a Consulta Pública o Processo 2/M00-Flor da Mata, em que pretendia através de um Plano de Pormenor, implantar um Bairro Social na Flor da Mata, em zona ambientalmente reconhecida e protegida pelo PDM.
A população refutou a pretenção da CMS, através de Abaixo Assinado e de Contestação, em 14.07.2006, onde expôs os factos, fundamentou os ilicitos, ilicitudes e desconformidades com a lei, que a CMS se propunha executar com aquele projecto. ( vidé http://fradescontestam.blogspot.com)
Até à data, a CMS não cumpriu a obrigação de dar resposta aos cidadãos, conforme impõe a lei, mas as queixas apresentadas pelos munícipes tiveram acolhimento da Provedoria de Justiça, que desde Nov./2006 solicita resposta cabal da CMS, às objecções denunciadas pelos cidadãos.
No decorrer destes últimos três anos, por manobras dilactórias e outros expedientes, a Câmara Municipal do Seixal furtou-se a responder, situação que leva o Provedor de Justiça em 31.03.2009, a determinar um ultimato à CMS.
Em 6.05.2009, em sessão camarária da CMS, a Div de Urbanismo propõe a Delib. nº194/2009, com base em parecer juridico fantasioso e falacioso, onde ” ..É determinado que o procedimento de elaboração do Plano de Pormenor da Flor da Mata, em curso no âmbito do Proc.nº2/M/00, aguarde pela conclusão do processo de revisão do PDM, de modo a integrar a nova estratégia a definir para a área habitacional de Municipio do Seixal”, deliberação aprovada pela maioria comunista(CDU).
Mas em 14.05.2009, o mesmo gabinete juridico da CMS, propõe ao Sr.Vereador Jorge Silva, que notifique a Provedoria de Justiça da deliberação 194/2009, mas já com as verdadeiras razões que levaram à sua propositura “...Através do requerimento...., a Provedoria de Justiça veio reiterar o pedido formulado por ofício de 19.02.2009...,em que solicitava informação sobre -...se foi, ou não,determinada a suspensão, ou declarada a extinção do referido procedimento de planificação(Plano de Pormenor da Flor da Mata)-”
Ora, a nova situação inventada pela CMS, de continuar a não responder aos ilicitos do processo e ”aguardar...”, é na prática a de transferir um procedimento de um instrumento de gestão territorial(Plano de Pormenor), para outro (PDM).Mas o que é ilegal para um, não passa a ser legal ao transferi-lo para outro, e significa que a Câmara Municipal do Seixal pretende manter os ilicitos que os municipes reclamam, para os fazer passar enganosamente, no embrulho global do futuro PDM.
A força politica que apoia a gestão da CÂMARA MUNICIPAL DO SEIXAL, capciosa e ardilosamente não desiste de levar avante as ilegalidades denunciadas, e optou por este novo expediente diláctório, que já não engana ninguém.
Este processo vem demonstrar que cabe aos cidadãos lutar pelos seus direitos, e que é possível contrariar os abusos do poder daqueles que pensam que podem querer, poder e mandar ao serviço de interesses obscuros, à revelia da qualidade de vida dos cidadãos.
Tentaremos manter a população informada, nomedamente através do Blog http://pinhalfrades.blogspot.com

EXERCE OS TEUS DIREITOS DE CIDADÃO - VOTA

CDU Seixal e a inovação!

Acabo de ver os primeiros cartazes do meu adversário Alfredo Monteiro, candidato da CDU à presidência da Câmara Municipal do Seixal...
Fiquei pasmado com a originalidade! Depois de José Socrates ter lançado o slogan "Juntos conseguimos", Alfredo Monteiro conseguiu o brilhante "Juntos construímos", um primor de originalidade.
Também gostei do fundo azul... Até eu que sou só do PS tenho muito mais vermelho no cartaz. É caso para dizer mudam-se os tempos mudam-se as vontades.
Mas já agora candidato Alfredo Monteiro, juntos construímos o quê?
O pavilhão de Fernão Ferro?
O conservatório do Seixal?
As piscinas de Paio Pires?
Casas a preços moderados para jovens?
Campos de golf?
Courts de ténis?
O parque urbano de Corroios?
O núcleo Naval da Amora?
O novo mercado da Cruz de Pau?
A musealização da olaria Romana do Rouxinol?
Reparámos os barcos tipicos, pertença da autarquia e abandonados na Moita?
As cantigas de Maio?
O Parque dos Almeirões em Paio Pires?
O Parque ecológico de Fernão Ferro?

Depois de tudo isto ter prometido e nada ter feito, o pior slogan que a CDU poderia ter escolhido era de facto este.

"Passou por ali uma corrente de ar tão triste que até fez chorar as sementes da liberdade"

Segundo o Jornal do Seixal, aquando da entrega das candidaturas da CDU no Tribunal, ficámos, deliciosamente, a saber que as mesmas estavam "meticulosamente organizadas"! Até aqui, tudo bem, não fazem mais do que a sua obrigação, ainda por cima com a pleíade de assessores, avençados, funcionários e outros vários ao serviço do PCP.
Mas onde a porca torce o rabo é nos desabafos dos militantes e representantes da CDU:
"nem valia a pena haver eleições"
Gravíssimo acto falhado e espelho do conceito que estes senhores têm da democracia representativa e parlamentar. Então o que é que valia a pena?! (por hoje ficamos por aqui).

"Nunca há que fiar"
Outra monstruosidade que evidencia a desconfiança no universo dos eleitores.
Não há que fiar em quem? Este é um discurso para fora ou para dentro do partido? Os muros do Seixal começam a abrir brechas porque a história é implacável.

"É sempre bom ir a votos"
Haja Deus! aí está uma frase com piada. Com tanta piada que até me apetece dizer: é tão bom ir a votos como ir a banhos!


José Geraldes

Seixal sem resposta para a violência

Candidato socialista à Câmara do Seixal critica autarquia

Samuel Cruz, candidato do Partido Socialista à Câmara Municipal do Seixal, critica o actual executivo camarário, pela falta de respostas a um dos mais graves problemas do município: a violência.

“É inconcebível que o concelho esteja a ferro e fogo”, afirma Samuel Cruz, reforçando que “a autarquia não conseguiu dar resposta a este problema, e é crescente o sentimento de insegurança no Seixal.”

As preocupações do vereador e candidato pelo PS Samuel Cruz ganham relevância quando são notícia, diariamente, casos de violência e assaltos, na zona do Seixal.

Uma dos principais pilares da candidatura de Samuel Cruz assenta no desenvolvimento de um contrato local de segurança, estabelecido entre a Câmara e o Ministério da Administração Interna, que pretende reforçar a vigilância e segurança da zona.

Seixal, 6 de Agosto de 2009

A ESCOLHA DE CANDIDATOS: OS ACUSADOS, PRONUNCIADOS E CONDENADOS

Paea reflexão e debate um texto do Jumento:

"Marques Mendes usou os critérios de escolha de candidatos a cargos políticos para chamar a si o protagonismo político, considerou ser “uma vergonha” para a democracia e uma "atitude chocante" para o comum dos cidadãos que políticos acusados, pronunciados ou condenados judicialmente por crimes graves - como corrupção - "possam impunemente ser candidatos a eleições".
No plano dos princípios somos obrigados a concordar com Marques Mendes, só que eu tenho sérias dúvidas sobre a nossa justiça, em particular, em relação aos magistrados do Ministério Público. Dúvidas quanto à competência de muitas investigações, e dúvidas sobre a sua independência em relação ao processo político.
Tenho dúvidas porque dia sim, dia não vejo políticos saírem ilibados dos tribunais depois de terem sido acusados de “resmas” de crimes. Tenho dúvidas porque começou a ser uma tradição as coincidências entre a divulgação de investigações e o momento eleitoral em que os “suspeitos” são envolvidos. Ainda há poucos dias lá saiu mais um processo envolvendo Santana Lopes, mas qualquer pessoa informada poderia enumerar algumas coincidências.
Um exemplo caricato da forma de actuar do Ministério Público foi-nos dado ainda recentemente com a conclusão das investigações ao caso das casas da CML, o nome de Jorge Sampaio foi envolvido de forma indecente, lançando-se a suspeita sobre a sua honorabilidade. Como poderei confiar e respeitar em magistrados que num caso envolvendo um processo judicial em vez de se irem queixar ao Procurador-Geral preferem falar com o Sr. Palma do sindicato, para que este usasse o caso dando-lhe dimensão política na comunicação social?
Impedir um político de se candidatar só porque foi acusado pelo Ministério Público significaria dar a magistrados que ninguém elege o poder de impedir cidadãos de concorrem a cargos políticos. Isto significa considerar que porque os portugueses são idiotas caberia aos magistrados vetar os nomes de políticos. E quem nos garante que os eleitores só são idiotas quando votam em Isaltino?
O lógico seria os eleitores não escolherem estes políticos os que nos leva a considerar que há um grande défice de civismo ou de formação política. No caso do autarca de Oeiras conheço muito boa gente sobre cuja formação e idoneidade ninguém duvida e que vota em Isaltino. Serão menos capazes quando votam Isaltino do que quando votam Cavaco ou Manuela ferreira Leite?
Não me parece que a questão esteja em impedir políticos de se candidatarem, a questão está na forma como a justiça é feita em Portugal, são cada vez mais os portugueses que duvidam das suas decisões ao ponto de não as considerarem no momento de votar. Os processos arrastam-se, alguns políticos beneficiam da preguiça dos investigadores, os tribunais ilibam a maior parte dos acusados.
Sem uma justiça digna desse nome, em que possa confiar nas suas decisões, sem suspeitar de motivações políticas, até poderia equacionar a hipótese de concordar com Marques Mendes. Com esta justiça não confio, não posso confiar em investigadores que vão para os jornais insinuar pressões de políticos com o objectivo claro de influenciar a opinião dos eleitores, não posso confiar numa justiça que é incapaz de exige recursos mas é incapaz de fazer escutas que sejam aceites em tribunal, não posso confiar numa justiça que de forma selectiva deixa que a fuga ao segredo de justiça torne alguns processos públicos."


by Jumento

Biografia Política e Social - Caio Roque

Victor Manuel Caio Roque é o mandatário do Partido Socialista nas próximas eleições Autárquicas

Victor Manuel Caio Roque
Nasceu aos 25.021946, na freguesia do Seixal, Concelho do Seixal, Distrito de Setúbal.

Emigrou no fim dos anos 60 para a R.F. da Alemanha, tendo-se fixado na cidade de Dortmund, no Estado da Renânia de Westfália.

Foi um dos impulsionadores e fundadores da Associação Cultural, Recreativa e Desportiva dos Portugueses de Dortmund, tendo sido seu Secretário- Geral e Presidente em vários mandatos

Foi militante do Partido Social-Democrata (SPD) da Republica Federal da Alemanha.

Foi membro da 1ª Comissão de Estrangeiros na Federação do SPD em Dortmund, Alemanha.

Fundador da Secção do Partido Socialista em Dortmund, tendo sido membro do Secretariado e Coordenador durante vários anos.

Fundador da Federação do Partido Socialista na Republica Federal da Alemanha, tendo sido membro do seu Secretariado e, a partir de 1977 até 1983 Presidente da Federação.

Secretário Nacional Adjunto do Partido Socialista, responsável pelo Gabinete de Apoio às Comunidades Portuguesas e Departamento Central de Dados durante os anos de 1985 a 1991, nos mandatos dos Secretários Gerais Dr.º Vítor Constâncio e Dr.º Jorge Sampaio.

Membro da Comissão Nacional de 1977 a 1991.

Membro da Comissão Politica de 1985 a 1991.

Membro da Comissão Politica Concelhia do Seixal de 1983 a 1997 e 2006 a 2008.

Membro de Comissão Politica Distrital de Setúbal de 1983 a 1997.

Em 1983, foi eleito Deputado à Assembleia da República nas listas do Partido Socialista pelo Circulo Eleitoral da “Europa”.

Em 1999, foi candidato a deputado pelo Circulo Eleitoral “Fora da Europa”, sendo até hoje, o único deputado eleito por um partido de esquerda neste Circulo Eleitoral.

Vice-Secretário da Mesa da Assembleia da República na IV Legislatura.

Secretário da Mesa da Assembleia da República nas V e VI Legislaturas.

Foi membro das seguintes Comissões Especializadas da Assembleia da República:

Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades Portuguesas.
Defesa Nacional
Petições.
Agricultura e Pescas.


Adjunto do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas de 1995 a 1999.

Membro do Conselho Geral da LUSA de 1995 a 1998.

Membro da Assembleia Municipal no Concelho do Seixal de 1985 a 1989.

Vereador na Câmara Municipal do Seixal de 1993 a 1997.

Eleito no ano de 2000 no 46º Congresso que se realizou no Porto até 2005,Vice-Presidente da União Internacional dos Educadores Socialistas, Social-Democratas e Trabalhistas.

Eleito por unanimidade em Agosto de 2006, Presidente da União Internacional dos Educadores Socialistas, Social-Democratas e Trabalhistas no 52º Congresso que se realizou em S Paulo, Brasil. Foi reeleito por unanimidade durante o Congresso que se realizou em Budapeste, Hungria, em 2008.

Presidente da Comissão Instaladora do Núcleo da Cruz Vermelha Portuguesa no Concelho do Seixal.

Fundador do Núcleo da Cruz Vermelha Portuguesa no Concelho do Seixal, tendo sido seu Presidente de 1990 a 2003.

CONDECORAÇÕES HONORIFICAS

Cruz Vermelha de Mérito
Da Cruz Vermelha Portuguesa.

Grande Oficial da Ordem do Mérito
do Grão Ducado do Luxemburgo.

Grande Oficial em Chefe da Ordem de “Bartolomé Salom”
Estado de Carabobo, República Boliveriana da Venezuela.

Medalha de Ouro da cidade de Waterloo
França.

Medalha de Ouro do Conselho da Comunidade Portuguesa de S. Paulo
Brasil.

Sócio Honorário do Clube de Regatas Vasco da Gama
do Rio de Janeiro, Brasil.

Você quer continuar a ser enganado?

O PCP é um partido que gosta de chamar mentirosos aos outros...
Estive a analisar o programa eleitoral da CDU para as eleições autárquicas no Seixal em 1997, vejamos o que era prometido e não foi feito:

- Gestão participada: A CDU irá implementar os Conselhos Municipais do Associativismo, Juventude, Cultura, Saúde e Acção Social, Segurança dos Cidadãos, Ambiente e Desenvolvimento Económico.

- Regionalização e Autonomia do Poder Local: A CDU reclama novas atribuições e competências. – Nada podia ser maior mentira, veja-se o que se passou na área da educação ou da segurança neste mandato por exemplo.-

Ordenamento Administrativo do Município: Criação das freguesias de Miratejo, Cruz de Pau e Torre da Marinha.

- Comunidades Imigrantes: A CDU irá promover a criação de uma fundação para a Cooperação com o objectivo de alargar as parcerias e as possibilidades de financiamento.

- Desenvolvimento económico: A Câmara Municipal integra o PIS (Parque Industrial do Seixal), um dos mais qualificados da região e do país. – O que a Câmara se esqueceu de acautelar foi a ausência de problemas jurídicos sobre o imóvel, hoje em dia decorre uma acção em Tribunal que impede os empresários de se financiarem junto da banca para aí construírem.
Ainda na área do desenvolvimento económico a CDU propunha-se a no próximo mandato (1997-2001) implementar no novo parque urbano, o Pavilhão Municipal de Exposições/Multiusos com o objectivo de construir um pólo dinamizador da actividade económica do concelho.

- Desenvolvimento turístico: Os projectos em curso e previstos no quadro do Plano de valorização da Baía do Seixal, os importantes empreendimentos turísticos – hotel, campo de golf, courts de ténis, piscinas …/… o futuro Parque Municipal de Campismo e outros investimento em estudo.

Ambiente e qualidade de vida: No próximo mandato (1997/2001) irão ser concretizados: Parque urbano de Corroios (1.ª fase); Parque do Brasileiro/Rouxinol (em concurso); Parque do Vale Longo/Quinta das Sementes (Amora); Parque da Soledade (2.ª fase); Parque Ecológico de Fernão Ferro (1.ª fase); Parque da Qta dos Almeirões/Alto dos Bonecos - Paio Pires (1.ª fase).

Qualificação dos Centros Urbanos: A CDU continuará o programa de recuperação dos núcleos urbanos antigos e do Património construído. …/… Qualificação dos diversos centros urbanos, com descentralização de serviços municipais. – Pelos vistos a CDU mudou de ideias porque vai centralizar tudo num grande edifício central, abandonando o centro histórico do Seixal à sua sorte.

Habitação Social: A CDU irá dar continuidade ao PER que estará concluído até ao ano 2000.

Educação: Construção de uma nova escola (Jardim de Infância e 1.º ciclo) em Corroios/Sta. Marta. Curioso é que no mesmo texto a CDU exigia investimentos ao Governo, a saber, a substituição das instalações das escolas Nuno Álvares Pereira e Dr. José Afonso e estas obras já foram executadas.

Actividade Cultural: A CDU coloca como prioridade a implementação de um conservatório de música e de um centro de artes. A CDU continuará a promover programas com oferta de bens culturais diversificados, destacando-se pela sua qualidade e mesmo prestígio nacional: As cantigas de Maio (acabou); Seixal Jazz (passou de anual a periodicidade incerta).

Património histórico: No próximo mandato terão lugar a criação do Núcleo Naval de Amora, a reabertura do núcleo da Olaria Romana em Miratejo (entretanto voltou a ser enterrada), a recuperação do palácio da quinta da Trindade, a construção da nova sede do ecomuseu e a execução do museu da cortiça, a execução do projecto de recuperação do moinho dos Paulistas, a musealização do lagar do Pinhalzinho.

Desporto para todos: A CDU irá prosseguir no próximo mandato o significativo investimento já realizado na rede de equipamentos desportivos – sendo de destacar: Pavilhão Gimno-Desportivo de Fernão Ferro, Pavilhão Gimno-Desportivo de Miratejo, programa de estruturas simplificadas para atletismo – um equipamento por freguesia, Piscina Municipal de Paio Pires, programa de beneficiação de Polidesportivos com colocação de piso sintético, instalação de circuitos de manutenção e equipamentos para “desportos radicais” nos novos Parques Urbanos.

Por outro lado neste mesmo programa a CDU reinvindicava do Governo a construção do Tribunal do Seixal, do Eixo Norte-Sul, do comboio na ponte, do Metro Sul do Tejo, dum nó desnivelado na Cruz de Pau, tudo isso já foi feito e se encontra à vista de todos!
A CDU reenvindicava ainda a construção da CRIPS (Ligação Trafaria - Ponte Vasco da Gama) e a obra já foi adjudicada, assim como foi adjudicada a construção da ponte Barreiro-Seixal, apesar de não ser reenvindicada.

Assim se vê quem investe no Seixal!

Bons comentários, aqui ou na Revolta das Laranjas (Seixal merece melhor) de Paulo Edson e Boas Férias. Façam o favor de ser felizes.

Não há sonhos impossíveis

Não há sonhos impossíveis, sonhar é um acto livre, até certo ponto inconsciente, puro.
Sinto-me honrado quando te vejo onde estás, para onde queres ir.
Samuel, és um amigo, não um amigo qualquer, um amigo que me apoiou quando eu precisei, que me seguiu quando eu pedi, que me aconselhou quando foi necessário. Talhado para líder, talhado para unir, para o combate.
Não me esqueço dos dias em que formamos a nossa consciência Politica activa, reunindo apoios, fazendo parcerias e conjugando ideias, esforços e pessoas. Nos tempos da Universidade aprendemos a lidar com as divergências a supera-las, com maior ou menor dificuldade, a ser criativos, inovadores e sobretudo trabalhadores. Sempre um trabalho intenso, sem objectivos financeiros, mas sim de realização e formação pessoal, apontando sempre como objectivo os outros, os alunos nossos colegas, as pessoas. Deixamos muitas vezes a nossa vida académica e familiar em segundo plano para lutar pelos nossos colegas, proporcionar melhores condições na Universidade, melhor bem-estar a todos, independentemente das suas ideologias, raças ou religiões. Um trabalho que nos enchia de orgulho e satisfação que era evidente nos apoios que obtínhamos, no número de pessoas que aderiam e sobretudo porque de facto havia concretização, havia resultados e não só promessas.
Hoje abres a tua candidatura á Presidência da Câmara do Seixal, inicias mais um combate, mesmo tendo outro nome, não é novidade para ti. Desde cedo me habituas-te a ver-te, sem medo, a encabeçar projectos e a dar tudo de ti, servindo de exemplo para quem te quiser seguir e sem defraudar.
Inicias um projecto que não é fácil, que enfrenta sobretudo uma sociedade desmotivada com as questões públicas, políticas e sociais, que não se revê nos seus líderes, nas suas decisões, que não compreendem, reféns de demagogias desvalorizadoras do progresso, da iniciativa, das soluções. Um ciclo vicioso que afasta cada vez mais os jovens da politica, do associativismo, das organizações sindicais, do mais básico da participação cívica como o simples acto de votar.
Estou certo que com a tua juventude, as tuas capacidades, serás mobilizador de pessoas de vontades. A tua candidatura tem de ser um orgulho para o Conselho do Seixal. As pessoas não poderão perder a oportunidade de enaltecer esse orgulho, de te darem a ti e á tua equipa o seu voto. Pode-se sempre fazer muito mais e melhor e sei que tu, Samuel Cruz vais conseguir faze-lo no Seixal.
Deixo aqui esta mensagem de apoio, como teu amigo, e como militante PS, porque os amigos e os camaradas têm de dar a cara uns pelos outros. Temos que estar unidos, remar para o mesmo lado, combater a indiferença.

Um grande abraço e votos de sucesso.
Rui Godinho


(Rui Godinho é coordenador Distrital da UGT)
Google