Dois pesos e duas medidas

Este é o texto que poderão comentar para posterior publicação no Jornal Comércio do Seixal e Sesimbra, como habitualmente também o poderão fazer no Blog Revolta das Laranjas de Paulo Edson Cunha:

Recebi da parte do sr. presidente de Câmara do Seixal, Alfredo Monteiro, íamos no 14º dia de Novembro do ano de 2007, um email intitulado "Informação aos utilizadores do Outlook da Câmara Municipal do Seixal".

Nesse email, que o sr. presidente fez questão de enviar para conhecimento de toda a rede de utilizadores de email da câmara - um grandioso numero de pessoas, portanto - o próprio pretendeu dar a conhecer o seu repúdio pelo acto de eu ter publicitado o facto de possuir um blogue onde falo, maioritariamente, de assuntos relacionados com o concelho do Seixal e seus problemas.

Não tendo, pois, gostado desta utilização, Alfredo Monteiro fez questão de esclarecer, a todos, acerca daquilo que ele entendeu ser uma "utilização indevida do sistema de comunicação interna da Câmara" com o fim de "divulgação de um meio de informação pessoal e de carácter político partidário". Mais, diz que "ao presidente da Câmara e respectivo executivo compete assegurar o bom uso dos recursos da Câmara Municipal".

Assim, o sr. presidente fez questão de vincar, para que todos saibam, "que está vedada a utilização (do Outlook) para fins que não traduzam a actividade regular da autarquia".

Concordando ou não, acatei a decisão.

É, portanto, dentro deste contexto que me quero situar para, a seguir, passar a revelar algo que se passou à uns dias atrás, mais precisamente no dia 12 de Dezembro de 2008.

O meu adjunto recebeu, no seu Outlook da Câmara Municipal do Seixal (o incumbido de enviar o email teve a atenção de não me incluir, nem à minha secretaria na listagem para quem o mail havia de seguir, mas esqueceu-se do meu adjunto), um email intitulado "Acção de Protesto", que dizia o seguinte e passo a citar:
"A Comissão Sindical apela à participação dos trabalhadores numa «Acção de Protesto contra o Código de Trabalho, por melhores salários e reformas!», que se realiza no domingo dia 14 de Dezembro, pelas 11 horas junto ao Centro de Formação profissional, na Cruz de Pau.
PROTESTA CONTRA AS POLÍTICAS DE DIREITA DO GOVERNO PS/SÓCRATES
P'la Comissão Sindical
Francisco Rosário"

Ora bem, perante o exposto, não acredito que um ano e um mês passados desde o email que Alfredo Monteiro enviou, tão incomodado com a minha acção, as regras de utilização do Outlook do sr. presidente tenham mudado de modo tão radical e eu não tenha sido informado. Ou é isso ou então é mesmo um incumprimento das regras então difundidas.

Senhor presidente, um ano e um mês depois, as coisas que se dizem e fazem devem manter-se frescas na memória. Sei que talvez não esteja muito habituado a cumprir o que diz, mas neste caso, aqueles que se sentem são filhos de boa gente, e não é por ter passado um ano que as atitudes se esquecem.

Mais, a divulgação da existência de um blogue não tem qualquer comparação com a gravidade de utilização desse mesmo meio - Outlook - para fins propagandisticos sindicais. Esta atitude faz lembrar certas ditaduras de esquerda do quero, posso e mando. A sua política do "eu faço o que proíbo nos outros", ganha laivos dum autoritarismo que não lhe quero reconhecer mas que ainda vai a tempo de corrigir, veremos...

7 comentários:

Ponto Verde disse...

A decisão do Sr.Presidente é no meu entender tacanha , tacanha porque entende ainda a Internet, não como um meio de comunicação , vulgarizado e incontrolável , mas ainda como um meio sobre o qual pode exercer uma cemsura interna e controleira.

A utilização da internet já hoje , ultrapassou o do telefone para a generalidade das comunicações pessoais e empresariais e não faz sentido, nunca fez, o presidente de Câmara decretar que um vereador, em representação de um partido não possa utilizar o telefone do seu gabinete para receber ou fazer um telefonema para o seu partido, com os conteúdos que a vivência democrática permite.

Mas respondendo à questão , ¨dois pesos, duas medidas"gostaria de responder com uma imagem , a qual deixo o respectivo link (permitindo a sua publicação caso o queiram e entendam) a imagem diz respeito ás oficinas abandonadas pela CMS no Fogueteiro e entretanto demolidas... sem mais comentários...fica a imagem que dirá mais que mil palavras

http://bp0.blogger.com/_5CIQzjIR7Nw/R81xVgsXOuI/AAAAAAAABbk/ZxfXBPu3Wtk/s1600-h/mercado+da+droga.JPG

Jorge Pietta disse...

O Presidente da CMS devia pugnar e dar o exemplo dos direitos dos vereadores da oposição. Todos sabemos que a CMS utiliza o velho ditado " faz o que eu digo, não faças o que eu faço".
Exemplo: Todos os comerciantes do Seixal pagam uma taxa de publicidade por, nos seus espaços, fazerem publicidade aos seus negócios. Será que o PCP paga alguma coisa por colocar cartazes e publicidade nas rotundas, semaforos, etc? Será que a CMS manda retirar esta publicidade tal como o faz para outras entidades?

Daniel Geraldes disse...

Realmente este senhor Presidente deixa tudo a desejar, e quando utiliza um serviço que deve estar ao serviço da população para promover a insatisfação em vez da comunhão de interesses, deixa muito a desejar.

acordaseixal disse...

Sabemos que o Senhor Presidente da Câmara não gosta de ouvir, mas na realidade o seu poder está condicionado e, dentro da Câmara, há poderes que ele não é capaz de disciplinar. Recordam-se do Partido Socialista, hà cerca de três anos, ter denunciado na Assembleia Municipal o uso abusivo de viaturas municipais pelos piquetes de greve? Que fez o Presidente perante a denuncia de um comportamento que era, concerteza, por si conhecido? Ignorou. Resta saber se por sua vontade ou porque está condicionado a tal. Este é um dos exemplos, haverá mais???

Velas do Tejo disse...

Isto reforça a tese de que estes senhores aprenderam bem a lição com os outros que tanto dizem ter combatido... sim!... esses mesmos os fascistas!

Este escárnio vermelho de fascismo encoberto vai-se revelando aqui e ali e, este, é apenas e somente mais um exemplo.

Há outros bem mais gritantes, veja-se a título de exemplo, o plaenamento urbanistico!... Sem praças, e espaços de centralidade, dizimou-se com o betão os espaços de socialização. Décadas de regime comunista conseguiram fazer aquilo que a GNR fazia a cavalo e de bastão em punho: evitar ajuntamentos!

Anónimo disse...

Sr. Jorge pietta é só o P C P que coloca propaganda? e os outros partidos? e qual é o fim da propaganda politica? será o mesmo que a publicidade comercial? As pálas são apenas para o sol e para os burros.
E o velhas do Tejo onde estava quando foi o 25 de Abril? quem lhe contou a historia mentiu-lhe, não compare alhos com bocalhos.

Anónimo disse...

Alfredo Monteiro é simplesmente o homem que não se quer ter em politica.

Google