Gang sequestra barões da droga - ou o conhecimento dos problemas dos autarcas comunistas

A notícia que a seguir se transcreve foi publicada ontem no jornal Correio da Manhã, pela violência que aqui é descrita eu diria que é, no mínimo, preocupante, mas da sua leitura cada um tirará as suas ilações.
O que eu aqui quero desfazer é um dos muitos mitos que abundam na já chamada "República Socialista do Seixal" que é o de que os seus governantes (leia-se autarcas) conhecem muito bem o território... É que sempre que eu falo em bairros degradados e insegurança no Seixal oiço em resposta que não, que no Seixal, fruto das magnificas politicas de integração social (Seixal grafitti e outras que tais), No Pasa Nada... É tudo tranquilidade como se vê!
Ora leiam:

"Bairro da Jamaica e Quinta da Princesa, Seixal, pouco antes das 06h00. Mais de 200 inspectores da Polícia Judiciária, com equipas do Grupo de Operações Especiais e do Corpo de Intervenção da PSP, entraram ontem em 40 casas à procura de 15 homens. Apanharam dez, suspeitos de sequestro a traficantes e aos respectivos clientes, a quem roubaram largos milhares de euros em dinheiro e droga.


Esta megaoperação foi liderada pela Direcção Central de Combate ao Banditismo da PJ, na sequência de uma investigação que já se prolonga desde 2006, apurou o CM. "Chegaram aqui, partiram a porta e entraram à procura de pessoas que eu nem sequer conheço", garantia pouco depois ao nosso jornal Catarina Correia, uma moradora do bairro da Jamaica alvo das buscas domiciliárias. "Foi um susto muito grande. Acordei com as armas dos agentes apontadas à cara."

À mesma hora, outro grupo de inspectores da PJ, com agentes da PSP, entrava de rompante pela Quinta da Princesa, mais um bairro problemático do Seixal, na Margem Sul do Tejo. Os moradores foram apanhados de surpresa pelas dezenas de buscas – a polícia passou as casas a pente-fino e, além de encontrar os suspeitos, o objectivo era procurar meios de prova: armas, droga, dinheiro e telemóveis utilizados para a organização de vários sequestros.

"Nada lhes escapou. Até deram cabo de garagens para encontrar o que procuravam", adianta um morador. Com um total de 250 homens envolvidos, a polícia deteve dez dos 15 suspeitos – que deverão ser hoje presentes a tribunal.

Este grupo, considerado perigoso, tem ligações a um outro, que durante anos também se dedicou a sequestrar e a roubar dinheiro e droga a traficantes e compradores de droga. Actuavam a partir de bairros da Amadora, até que a PJ os prendeu. Mas mantiveram contactos no exterior a partir da cadeia – e os sequestros continuaram, com outros elementos.

VÍTIMA ABATIDA E CORPO REGADO A GASOLINA

Em Fevereiro deste ano, o CM noticiou a detenção de um grupo de onze homens, que se dedicava igualmente à prática de sequestros de traficantes de droga para pedirem resgates às famílias. Uma das vítimas do gang acabou mesmo por ser abatida a tiro – e, após regarem o corpo com gasolina, ainda lançaram fogo ao cadáver, isto depois do pedido de resgate ter sido denunciado à Polícia Judiciária.

A investigação da PJ aponta para que, passados nove meses, os dez homens, que foram ontem detidos na sequência das buscas domiciliárias nos bairros da Quinta da Princesa e da Jamaica, no Seixal, estejam ligados ao grupo que em Fevereiro foi julgado no Tribunal da Boa-Hora, em Lisboa. Tudo passa por conversas e instruções dadas da cadeia para o exterior.

"AQUELES BAIRROS DEVIAM SER DESTRUÍDOS"

Durante todo o dia de ontem, a megaoperação da Direcção Central de Combate ao Banditismo da PJ, com a cooperação do GOE e Corpo de Intervenção da PSP, dominou as conversas no Seixal. O CM falou com vizinhos dos bairros problemáticos da Jamaica e Quinta da Princesa e todos foram unânimes: "Aqueles bairros deviam ser destruídos." Vários problemas são apontados, como o uso de armas, o tráfico, consumo de droga e os roubos. "Quantas vezes somos acordados com os tiros que eles mandam. São um verdadeiro desassossego. Não fazem aqui falta nenhuma."

SAIBA MAIS

ASSOCIADOS AO TRÁFICO

Jamaica e Quinta da Princesa são dois dos bairros mais problemáticos da Margem Sul do Tejo. Localizados no concelho do Seixal, respectivamente nas freguesias do Fogueteiro e Amora, estão associados ao tráfico de droga.

30 é o número de anos que estes dois bairros, de carácter social (realojamento), têm de existência. Estão bastante degradados e ambos são habitados, essencialmente, por africanos provenientes das ex-colónias."


Magali Pinto/Henrique Machado

P.S: E que tal um workshop de manuseamento de armas de fogo Srs Vereadores comunistas? A malta agradecia...Ou estão à espera que a construção do novo hospital resolva o problema?

8 comentários:

Anónimo disse...

Esta noticia, profusamente veiculada pela comunicação social não perturba minimamente a governação comunista da "república socialista do seixal" "a culpa é do governo socialista", dizem os autarcas comunistas, "nós temos os indices mais elevados do país em matéria de tratamento de lixos urbanos, nós somos o concelho com maior indice de aproveitamento escolar na Zona Metropolitana de Lisboa", nós , nós etc, etc. È assim que este povo do Seixal é miseravelmente enganado deixando-se governar por quem feixa os olhos à delinquência, à marginalidade descarada, e até apoiando a imigração ilegal com argumentos de carácter politico que toda a gente sabe ser falso.
Vamos ver mais uma vez o deputado da AM Paulo Silva dizendo que a autarquia não tem nada a ver com isto, e o prof. Alfredo Monteiro reiterando a paz existente no concelho, onde residem "muito bem integrados", uma grande comunidade emigrante, designadamente, oriunda de Cabo Verde.
Isto é demais

Daniel Geraldes disse...

É uma vergonha enorme, os autarcas do PCP neste momento não se preocupam com mais nada, a não ser a construção. Eles querem é construção, construção, construção, construção, construção, construção, betão, betão, betão, betão, neste momento o Seixal é o Cacem da Margem Sul.

Jorge Pietta disse...

Não é a primeira vez este ano que o Seixal é noticia pela onda de crimes violentos. Os nossos queridos autarcas andam a dormir. No inicio acolheram toda a gente fazendo querer que no Seixal não havia racismo nem xenofobia, afinal os guetos que foram criados dizem tudo. Criaram guetos mas longe das suas moradias.

Anónimo disse...

A incompetência paga-se cara e os habitantes do Seixal estão a pagar em peso de ouro terem permitido que a gestão comunista se prolongasse no Concelho do Seixal durante 34 anos. A incompetência dos autarcas comunistas é gritante e a indiferença pelos problemas do concelho também. Apenas estão preocupados com a sua vidinha, a eles não lhe falta nada, ainda os carros estão bons já estão a trocar por novos e dos melhores. A população para eles é apenas um meio para atingirem os seus fins. A criminalidade no concelho do Seixal não existe por acaso. Há condições propícias à marginalidade e essas condições foram criadas pela gestão CDU. O tipo de bairros sociais que construiram são disso um exemplo.O bairro da jamaica porque não foi ainda demolido? Como é que a Câmara permite que se instalem pessoas naqueles prédios que façam as obras e a Câmara e a autarquia CDU impávida como se nada fosse ao ponto de se construirem cadeias privadas. Depois de todas as notícias dos últimos dias será que o Presidente da Câmara do Seixal Alfredo Monteiro ainda tem a lata de dizer que somos um concelho modelo que somos o melhor concelho do pais e a autarquia é a autarquia modelo? E já agora que ele é o melhor presidente dos dois ultimos seculos? Tenham decência. Eu apelo aqui a quem ler este blog que vote e incentive a votar todas as pessoas que conhece. Chega de CDU.

Gramsci disse...

Parece que desta vez os arruaças do costume (comunas), estão sem palavras.
Esta é díficil de contrapor.
Já não têm papel para limpar a m....a que têm feito nos últimos 34 anos.
Se nutrem algo por Concelho: - Vão-se embora.

Anónimo disse...

A culpa é do Poder Central que não tem nada que mandar as polícias vir aqui ao nosso concelho apenas para manchar o nosso bom nome, e ainda por cima com a comunicação social que está ao seu serviço a espalhar notícias falsas. É tudo mentira. Vejam o nosso Boletim Municipal, que é feito com o suor do nosso rosto, que é isento, imparcial, sim, vejam lá se encontram informação maldosa sobre a nossa terra, o nosso paraíso.
Eu não acredito qe haja céu, mas viver na nossa terra é como viver no céu. Viva o nosso camarada Presidente, vivam todos os camaradas, morram todos os que dizem mal de nós.

Anónimo disse...

So para dizer que como Vereador da Camara do Seixal deveria saber que o Fogueteiro ainda nao e freguesia porque o governo PS nao quer!!!

Samuel Cruz disse...

Caro anónimo,

A competência para a criação de freguesias não é do Governo, é da Assembleia da Republica. Mas mesmo aí não entrou nenhum projecto Lei, de nenhum Partido, referente a esta matéria (refiro-me a esta legislatura). Mais, pessoalmente, concordo com a criação desta e de outras freguesias no Concelho.
Atentamente,

Google