Ao melhor estilo albanês - comente para o «Comércio do Seixal e Sesimbra»

O Boletim Municipal do Seixal é, para mim, sempre, uma fonte de surpresas, pelo díspar tratamento que os assuntos merecem, mediante o interesse que suscitem ao elenco camarário PCP.
Quando o assunto tem de ser divulgado, e quando os contornos não são do interesse editorial, há pormenores que se omitem. Há quem lhe chame facciosismo... Eu, deixo ao vosso critério a classificação. Apenas sei que me faz lembrar o melhor estilo albanês.
Pois bem, foi precisamente isso que aconteceu no último Boletim Municipal (BM) - houve contornos que, sendo notícia, não interessaram ao departamento editorial do BM. Senão vejamos. Na página 12 do último BM - nº 493 (21 de Novembro de 2008) - noticiou-se a apresentação do livro do antigo presidente de Câmara, dr. Eufrázio Filipe que, aliás, como já tive ocasião de aqui dizer, foi um mau presidente de Câmara, mas que é um excelente escritor de poemas, bem como de outros factos relevantes. Mas não nos dispersemos. Apenas referir que Eufrázio Filipe, homem de rara sensibilidade poética, foi durante 23 anos presidente da Câmara Municipal do Seixal, cargo que, comparado com a sua veia poética, perde de 10 a 0. Considerando que escrever é partilhar afectos, Eufrázio Filipe, além do já referido cargo de presidente de Câmara no Seixal, foi vice-presidente (à altura da minha infância - década de 70/80) da associação de municípios ZLAN (Zona Livre de Armas Nucleares) que, confesso, é uma associação que não sei bem para que é que serviu, mas cujo os seus cartazes povoam o meu imaginário infantil, ao lado do Tom Sawyer, tal era a divulgação então feita por tal associação.
Falando concretamente do livro agora lançado, referir que o prefácio do mesmo é da autoria de José Jorge Letria que, por motivos de saúde, não pôde estar presente. Ora, sendo notícia este lançamento, aquilo que acima de tudo ganha relevo é o que o BM, com a sua habitual isenção, se esqueceu de referir - os livros que iam ser apresentados também não apareceram. E porquê? Porque, segundo o autor, a «Papiro Editora», no momento do lançamento do livro de poesia "Que fizeste das nossas flores", anunciou que, por acidente, "os livros tinham ficado na estrada". Caso insólito para uma apresentação. Contudo o autor, Eufrázio Filipe, não tem qualquer pejo em o anunciar no seu blogue, explicando, preto no branco, aquilo que aconteceu. Quem parece que teve sim alguma dificuldade em se exprimir foi o BM que, ao dar a notícia, não disse o essencial, ou seja, aquilo que realmente era notícia pelo insólito da coisa. Não sei se isto será proteccionismo parolo, mas, é com certeza, uma omissão de algo que tem a maior das importâncias por se tratar de uma afronta para com o próprio autor.

Reportando-me exclusivamente ao BM, pretendo aqui referir alguns dados que o comum cidadão não saberá. Por exemplo que, só nas Grandes Opções do Plano de 2009 - GOP's - estão previstos gastos de 487.103,00€ (quatrocentos e oitenta e sete mil, cento e três euros) - só para impressão e distribuição - do BM. Isto sem contarmos com os valores destinados aos Recursos Humanos e/ou à aquisição de equipamentos que, só para 2009, estão previstos - para aquisição de equipamento fotográfico digital - uma verba de 13.000 euros...
Outro ponto curioso, será saber-se que trabalham 13 pessoas, ao todo, no BM, sendo que seis são responsáveis pela redacção, mais um administrativo para cuidar da agenda, cinco na parte fotográfica, e um na distribuição. Como vêem, este BM pode não trazer a informação toda, mas leva muito dinheiro a conceber.

Quanto ao dr. Eufrázio Filipe, aguardemos que, brevemente, a editora que escolheu para o seu livro o torne disponível. Certamente a qualidade literária estará garantida.

Caso queira comentar este post, os comentários escolhidos serão publicados, posteriormente, no jornal «Comércio do Seixal e Sesimbra». Também o poderá fazer no blogue Revolta das Laranjas, de Paulo Edson Cunha.

8 comentários:

Anónimo disse...

O boletim municipal não é um boletim sério de informação à população é sim um boletim de campanha e propaganda política da CDU.
Eufrázio Filipe, agora poeta foi um mau presidente da Câmara viveu toda a sua vida pago pelo erário público e bem pago e em troca o que deu á população do concelho do Seixal? Está à vista a destruição do território e a falta de infra-estruturas essenciais, porque foram várias decadas que presidi na Câmara do Seixal e o que fez foi apolítica da terra queimada da CDU e a defesa do construtor civil. O título do livro inspira-me peguntar-lhe a ele Eufrazio Filipe que fizese das nossas flores das nossas arvores das nossas quintas do nosso patrimonio histórico? A CDU de Alfredo Monteiro continuou a obra que Eufrazio tinha iniciado. É preciso não esquecer que este homem, agora poeta, enquanto Presidente da Câmara do Seixal deixou que se fizessem saneametos politicos e já passavam váris décadas do calor da revolução.
È urgente acabar com despesas inuteis na Câmara do Seixal. Os rios de dinheiro gastos num boletim tendencioso e de intoxicção da opinião pública deverá ser utilizado em prol do bem estar da população em obras que estão por fazer e muita falta fazem ao bem estar dos habitantes do Seixal.
Sr. Vereador o seu contributo para mudar o rumo da politica no Seixal tem sido de extrema importânca. Esperemos tê-lo como candidato a presidente da Câmara.
Em 2009 é preciso votar NÃO à CDU, e NÃO à ABSTENÇÃO. VOTAR É INDISPENSÁVEL.

Jorge Pietta disse...

Mesmo assim comparar o Eufrasio ao Monteiro... muitos anos luz de diferença. O pouco que se fez no Concelho foi o Eufrasio.

Anónimo disse...

Quantas piscinas mandou construir Eufrázio Filipe e ciclovias e etares de tratamento de esgotos e estradas alternativas às que havia em Abril de 74 e passeios pedonais e que tratamento deu à marginal do Seixal até à Amora? Quantos parques e jardins mandou construir? 1, 2 para uma população de 170000 habitantes? E liberdades democraticas? Que fez Eufrazio Filipe? Tratou todos com isenção e democraticamente? Na Câmara havia os do PCP e os outros estes outros que tal como hoje não tinham direitos. Eufrazio Filipe tinha como tem hoje Alfredo Monteiro o seu boletim municipal para o apresentar como o melhor presidente do país e conseguiu enquanto a população não percebeu o que é o poder comunista conseguiu fazer passar a imagem de alguem muito competente e preocupado com o povo. A degradação da qualidade de vida no concelho do Seixal, a destruição de todos os espaços verdes não é só dos nossos dias já vem de há largos anos.

MFerrer disse...

ÚLTIMA HORA:
COMUNICADO DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
21:00h, 5 de Dezembro de 2008

1 – Chegou hoje ao fim o processo de negociação das medidas tomadas pelo Governo no dia 20 de Novembro para facilitar a avaliação do desempenho dos professores.
2 – Os sindicatos, neste processo, não apresentaram qualquer alternativa ou pedido de negociação suplementar, pelo que o ME dá por concluídas as negociações, prosseguindo a aprovação dos respectivos instrumentos legais.
3 – O ME, mantendo a abertura de sempre, respondeu positivamente à vontade dos sindicatos, expressa publicamente, de realização de uma reunião sem pré-condições, isto é, sem exigência de suspensão da avaliação até aqui colocada pelos sindicatos. Foi por isso agendada uma reunião para o dia 15 de Dezembro, com agenda aberta.
4 – Os sindicatos foram informados que o ME não suspenderá a avaliação de desempenho que prossegue em todas as escolas nos termos em que tem vindo a ser desenvolvida.

Mário Nogueira, dadas as suas declarações nos telejornais d ehoje à noite, é um mentiroso compulsivo e não pode ser um parceiro fiável para nada!
MFerrer

jcpereira disse...

Pode parecer mentira, mas infelizmente não é!

Hoje quando começo a ler o Avante do Seixal pago por todos nós, peço desculpa o boletim Municipal, reparo logo na 1ª página com a seguinte noticia, na rubrica do Município.

”EDP não assume compromissos assumidos com a câmara municipal”

Bem esta é demais, até da vontade de rir, é a maior incoerência alguma vez já vista, não pela notícia em si, mas pela postura dos seus responsáveis, senão vejamos!
Então esta câmara que anda á 30 anos a faltar aos compromissos assumidos e prometidos à população, aonde faz promessas (antes dos actos eleitorais) de obras por exemplo, parque da cidade, pontes que ficam a menos de meio (Corroios), alargamento de outras que nem sequer se iniciam (Fraternidade-Amora/Arrentela), e de criação de zonas verdes, mas que se transformam em zonas de betão e de tantas outras mais, que não chegariam 10 folhas para as mencionar a todas, e falam de compromissos não assumidos!
Mas não é só! Também com os fornecedores, aonde não paga a horas, (só aos amigos da C.M.S), e nalguns casos nem pagam, dessa forma já ser apelidada de uma câmara caloteira!
E os trabalhadores da própria câmara! Aonde deixaram de receber desde Junho de 2007 (já não foi pago este mês) o subsídio de turno!
E a associação dos serviços sociais dos trabalhadores da autarquias do seixal!
Não esquecer que esta associação subsiste não só com as quotizações dos respectivos associados (1% sobre o vencimento) como também com a transferência dos duodécimos da Câmara Municipal.
Para além de outras competências fazem parte das atribuições da referida associação, a comparticipação com as despesas médicas/medicamentosas (que variava entre 50% a 80%) dos seus associados bem como o pagamento de despesas de Educação (comparticipação de 80% na compra dos livros escolares)
De referir ainda que o mês passado, a associação procedeu ao pagamento das comparticipações das despesas efectuadas em Setembro de 2005, portanto passados 3 anos.
De salientar ainda, uma das medidas que mais lesou os seus associados foi a decisão dos respectivos dirigentes, não só do não pagamento das respectivas comparticipações, como da não aceitação de qualquer tipo de despesas a partir de Fevereiro de 2007 até a presente data, alegando para tal a insuficiência financeira para proceder a tal pagamento.
Será justo o executivo desta câmara gastar mais de 500 000.00€ (100 Mil contos) por ano, no boletim municipal em autentica propaganda política, e deixar de cumprir os seus compromissos, nomeadamente com os seus trabalhadores?
Agora pergunto eu, quem falta aos compromissos? É só a EDP?

José Carlos Pereira

Funcionario anonimo da CMS disse...

Era bom que fosse só esses os compromissos em falta, mencionados pelo Sr.José Carlos Pereira.O problema desta camara são as quintas e os quintais, existentes e de quem os controla, não faço ideia se o Sr atrás citado é funcionario da C.M.Seixal, mas a ser, não lhe aguardo nada de bom pelo contrario.Os trabalhadores, quando começarem a perder o medo de falar, vai haver muitas cabeças no cepo, e ja não falta muito.
Esta camara esta sem rumo, anda muita gente a orientar-se, ainda bem que existe gente de coragem para os denunciar.Pela vontade dos trabalhadores autarquicos, é já para o ano que esta gente vai andar.

Anónimo disse...

Os trabalhadores da camara do seixal vivem amordaçados não se queixam nem daquilo que mais lhe custe todas as injustiças de que são vitimas são sentidas num profundo silêncio com medo de que algum camarada transmita ao partido as suas queixas e possa por isso ser castigado. As escutas são muitas os funcionários têm medo de falar ao telefone por suspeitarem que são escutados. Os computadores são passados a pente fino. Reina um silêncio absoluto na camara municipal do seixal por parte dos trabalhadores. Não parece que se vive num estado livre e democrático. Pelos trabalhadores a camara muda em 2009 nas próximas eleições.

Anónimo disse...

voçes acreditam memso nisso

Google