Boas iniciativas de uma autarquia PS

Ao abrigo do programa Leonardo Da Vinci, a Câmara Municipal de Montijo está a aceitar inscrições para a realização de estágios profissionais em Inglaterra, Irlanda e Alemanha, com os objectivos de impulsionar a aprendizagem de qualidade ao longo da vida e promover a criatividade, a competitividade, a empregabilidade e a diversidade linguística.

Os estágios profissionais têm a duração de seis meses e decorrem sobre a orientação de um tutor que define os objectivos e o plano de estágio, insere o estagiário no respectivo ambiente de trabalho e efectua o seu acompanhamento técnico-pedagógico.
Todos os estagiários têm direito a uma bolsa mensal de formação, alojamento, seguro de acidentes pessoais, passes sociais para os transportes locais e passagens aéreas de ida e regresso.
Este projecto é financiado pelo Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida – Programa Sectorial Leonardo da Vinci, da Comissão Europeia.
Se acabas-te o 12º ano e queres estagiar nas cidades de Londres, Dublin ou Leipzing, contacta a Câmara Municipal de Montijo, através do Gabinete de Desenvolvimento Associativo e Cidadania:
Telefone: 21 232 78 78
E-mail: associativismo@mun-montijo.pt


Voluntariado

A Câmara Municipal de Montijo está aceitar inscrições para um projecto de voluntariado na Argentina. A autarquia apresentou uma candidatura ao Programa Juventude em Acção, da Comissão Europeia, com o intuito de enviar oito jovens, durante nove meses (a partir de Janeiro de 2009), para a editora Eloísa Cartonera.

O objectivo desta candidatura é impulsionar a mobilidade dos jovens cidadãos montijenses, promovendo o voluntariado como uma ferramenta essencial no exercício de uma cidadania activa e solidária.
Os voluntários irão optimizar o funcionamento da Eloísa Cartonera, através da análise, do diagnóstico e da implementação de estratégias de melhoria organizacional, divulgando a editora, organizando eventos e prestando apoio ao funcionamento diário da loja.
A Eloísa Cartonera foi criada em 2003, em Buenos Aires, no âmbito do “Design Socialmente Responsável”, um movimento de designers que pretende fazer do design uma ferramenta de inclusão social.
Em resposta a crise económica que assolou a Argentina no início do novo milénio, que levou a um aumento substancial de desempregados e a situações de pobreza extrema, surgiu o fenómeno dos “cartoneros”, uma nova classe que subsistia apanhando cartão e revendendo-o a preços muito baixos.
É neste contexto que nasce a Eloísa Cartonera, como um projecto artístico, social e comunitário, sem fins lucrativos, em que os artistas envolvidos produziam manualmente os seus próprios livros, em tiragens que não ascendiam as três dezenas. Hoje, o catálogo da editora conta com 85 títulos.
Na editora trabalham jovens, ex-cartoneros, que começaram a fazer estes livros recebendo três pesos por hora. Hoje recebem dez pesos, comprovando o impacto cultural, económico e social deste projecto. Para os cartoneros, o trabalho da editora possibilitou-lhes vender o seu cartão por um preço cinco vezes superior ao anterior.
Sob o slogan "Muito mais que livros", esta rede editorial dedica-se a outros projectos, como workshops literários e concursos, tendo sido galardoada com diferentes prémios artísticos e sociais.
Recordamos que, tal como em outros projectos, o programa Juventude em Acção assegura o pagamento de 100 por cento dos custos da passagem de avião, tal como todas as despesas com alojamento e alimentação.
Para mais informações e inscrições contacta o Gabinete de Desenvolvimento Associativo e Cidadania:
Telefone: 21 232 78 78
E-mail: associativismo@mun-montijo.pt

Sem comentários:

Google