Alta Tensão, aqui... sim

Ao contrário da Câmara do Seixal, a Câmara de Almada requereu junto das autoridades competentes (Tribunais) a suspensão da instalação da linha de muito alta tensão que vai desde Fernão Ferro até à Trafaria. Esta iniciativa por parte da CM Almada é de aplaudir devido ao facto da referida linha não respeitar as habitações já existentes para proceder à sua passagem. O que é estranho e caricato é o facto da CM Almada se ter importado com essa situação, ao passo que a CM Seixal nada fez para inverter a passagem da referida linha de muito alta tensão, em especial se tivermos em conta que a maioria do percurso dessa linha é feita em território do concelho seixalense.

O início desta linha de muito alta tensão ocorre em Fernão Ferro (Flôr da Mata)indo passar inclusive num local destinado a habitação de luxo e a um campo de golfe, onde o caricato já aconteceu, pois os promotores do referido empreendimento tiveram de desviar a posição dos buracos do green para que desse modo não houvesse o risco de as bolas embaterem nas linhas eléctricas! Mas aqui a solução não passou por reclamar junto das autoridades competentes, mas isso sim, calar a revolta da população que dum momento para o outro vê a sua qualidade de vida ameaçada, bem como avolumados os medos de doenças cancerígenas.

Eis a notícia saída na «Lusa»:
«O Tribunal Central Administrativo do Sul mandou suspender a instalação da Linha de Muito Alta Tensão entre Fernão Ferro e a Trafaria, no seguimento de uma acção cautelar interposta pela Câmara de Almada à REN, disse à agência «Lusa» fonte da autarquia.

Segundo a mesma fonte, a autarquia recebeu a notificação do Tribunal Central Administrativo do Sul, ao final da tarde.

A decisão do tribunal, no âmbito de uma segunda acção cautelar interposta pela Câmara e Juntas de Freguesia do Concelho, em 19 de Agosto, contra a Redes Energéticas Nacionais (REN) e Ministério da Economia e da Inovação, ordena a suspensão da instalação da Linha de Muito Alta Tensão entre Fernão Ferro e a Trafaria.
(...)
A Câmara de Almada e as Juntas de Freguesia do Concelho têm-se afirmado contra a instalação da Linha de Muito Alta tensão por considerarem que o traçado irá afectar três estabelecimentos de ensino, contrariando a proibição de estabelecer linhas aéreas sobre recintos escolares e ainda, por entenderem que o projecto constitui uma ofensa aos direitos fundamentais, entre eles o direito à saúde, ao ambiente e à qualidade de vida.»

[Ver mais no blogue da COMISSÃO CONTRA TRAÇADO REN NO CONCELHO DE ALMADA.

Ou seja, perante tanta passividade só se pode retirar uma conclusão, para a Câmara Municipal do Seixal, muito alta tensão... Sim. Nem que seja por cima de campos de golf!

Sem comentários:

Google