Geração de ideias

Lisboa, 03 Out (Lusa) -- O secretário-geral do PS, José Sócrates, participa hoje sábado, em Setúbal, num encontro promovido pelo grupo de jovens "Geração de Ideias", da corrente socialista do centro-esquerda, sobre as opções do futuro energético em Portugal.

Esta será a segunda vez que o líder do PS está presente numa iniciativa do "Geração de Ideias", movimento que surgiu a partir do Novas Fronteiras e que foi lançado em Março passado.

No auditório da Escola de Ciências Empresariais, falarão sobre os desafios do futuro energético em Portugal os docentes universitários António Sá Costa, Carlos Varandas e Tiago Farias.

De acordo com os membros da organização, esta será a primeira iniciativa do "Geração de Ideias" fora do distrito de Lisboa e numa universidade.

Com a escolha de Setúbal, ainda segundo os mesmos membros, pretende-se simbolicamente sublinhar a "aposta do actual Governo na criação de um 'cluster' petroquímico em Sines" e na ampliação do porto desta cidade da costa alentejana, infra-estrutura que, a partir de 2009, pretende disputar o mercado ibérico dos navios de grande dimensão.

Entre os principais dinamizadores do movimento "Geração de Ideias" está João Nuno Mendes, ex-secretário de Estado do segundo Governo de António Guterres, assim como os actuais secretários de Estado Pedro Marques e João Tiago Silveira.

"A Geração de Ideias é uma iniciativa que reúne uma geração com um propósito: gerar ideias capazes de sustentar o processo modernizador do país", refere o documento de apresentação deste movimento, que diz surgir "num momento crítico para a vida do país".

"Momento crítico porque é essencial assegurar um novo impulso no esforço de modernização. Um novo impulso para continuar, aprofundar e acelerar o ciclo de reformas modernizadoras que o país tem desenvolvido nos últimos anos e que impeça Portugal de voltar para trás. Um novo impulso que concretize as ambições dos portugueses", salientam os promotores deste grupo.

Os membros deste movimento definem-se como cidadãos de uma "geração que acredita com determinação que vale a pena gerar ideias novas em Portugal, pô-las em prática e ter orgulho nos resultados conseguidos".

"É uma iniciativa de rejeição e combate ao pessimismo, ao conformismo, ao imobilismo, à resignação e ao debate pouco informado e pouco esclarecido, porque estas visões e atitudes são inimigas do progresso do país e do esforço de modernização", acrescentam.

Sem comentários:

Google