MTSS escolheu Seixal para apresentar protocolos de cooperação empresarial

O Ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, presidiu, aqui no Seixal, à assinatura de Protocolos de Cooperação com 50 empresas.
Tal acto ocorreu no passado dia 22 de Setembro, tendo a assinatura dos Protocolos de Cooperação do Instituto do Emprego e Formação Profissional com as 50 entidades e empresas, servido para encetar uma dinamização conjunta do Programa Aprendizagem – Formação Profissional de Jovens.
O Programa Aprendizagem, que tem como meta abranger - até 2010 - 30 mil jovens com idades compreendidas entre os 15 e os 25 anos, conjuga um modelo de formação teórica com formação prática nas empresas, em contexto real de trabalho, dotando os jovens com competências técnicas, comportamentais e relacionais que lhes permitam desenvolver actividades de exercício de uma profissão qualificada, promovendo a sua integração profissional e permitindo a dupla certificação – qualificação profissional e certificação profissional até ao 12º ano de escolaridade.
A escolha do Seixal por parte do Governo é um reconhecimento do bom trabalho aqui desenvolvido no Centro de Formação Profissional e das boas condições criadas para a aprendizagem.

Referir por último, para os que não conhecem, a localização do Centro de Formação Profissional do Seixal: Rua Infante D. Augusto, na Cruz de Pau.

4 comentários:

Jorge Pieta disse...

Eis algo que, ao que parece, não foi noticiado aqui no Seixal. Porque será?

Anónimo disse...

Drª Samuel, porquê o seu silêncio sobre os lugares atribuidos ao PS Seixal no INATEL? Parece que os candidatos derrotados do PS às juntas de freguesia vão todos para o INATEL? É esta a maneira de pagar a disponibilidade que tiveram para serem candidatos pelo PS? Primeiro o Rodrigues de Corroios e agora o Rogério da Amora... E fizeram vocês tanto barulho com o Aranha Figueiredo...

Anónimo disse...

Os membros do PS gostam mais das nomeações por motivos de” grande competência e profissionalismo” como foi o caso da nomeação do chefe do PS no distrito de Setúbal para a presidência do INATEL e se ficasse por aqui até acharia mais ou menos natural, só estranhando estas nomeações de vozes de quando em vez contestatárias para o regime de Sócrates, mas quando sei que os antigos candidatos do PS a presidentes de Junta, das Freguesias de Amora e Corroios, já acompanharam o chefe Vitor Ramalho nesta nomeação para o INATEL, a coisa já pia de outra maneira e confesso que tenho dificuldade em perceber estas trocas de cadeiras para lugares que não são de confiança política, mas infelizmente isto sucede nas empresas públicas e em diversos organismos do estado, na educação, na saúde ou mesmo nos centros de emprego.

Anónimo disse...

alguém me sabe dizer porque razão o Vitor Ramalho abandonou a Assembleia Municipal? É verdade que não gostou de ouvir que estava a levar militantes do PS Seixal para o INATEL?

Google