Mais uma vez o Seixal na primeira linha

Para quem não segue de perto as reuniões da Câmara Municipal do Seixal, o título deste post pode não fazer muito sentido, pelo que passo a explica-lo. Amiúde, nas mais diversas discussões, a maioria comunista repete: o Seixal foi o primeiro a fazer isto, a ter aquilo e a lembrar-se de aqueloutro. Acerca do assunto ocorrem-me sempre duas reflexões, uma é a de que a informação se reporta ao "universo" do autor e nem sempre consigo detectar se este "universo" vai muito para além dos limites geográficos do próprio concelho, outra é a de que tendo a Câmara Municipal do Seixal um dos dez maiores orçamentos municipais do país, deveria ser, pelo menos sempre uma das primeiras dez a fazer fosse o que fosse, pois é nessa medida que lhe são colocados meios à disposição.
Posto esta reflexão, aqui fica o comunicado da Quercus, divulgado sobre a realização do dia Europeu sem carros, e divulgado pela Rádio Renascença.


"Quatro maus exemplos


Apesar de o ano ainda estar longe do fim, pelo menos quatro localidades portuguesas já ultrapassaram os valores anuais de poluição permitida por lei.


Lisboa, Seixal, Vila do Conde e Espinho são os maus exemplos apontados pela Quercus neste Dia Europeu Sem Carros.

“Há valores que revelam a existência de quatro zonas ainda com problemas graves. É o caso da Avenida da Liberdade [em Lisboa], que no ano passado teve 149 dias com excesso de poluição e que, este ano, já vai em 55 dias até Agosto. Existe também o Seixal e, no norte, do país, os casos de Espinho e Vila do Conde, que vão ultrapassar - no fim do ano - os cem dias em excesso”, explica Helder Spínola.

Os dados foram divulgados esta manhã pela Quercus, no âmbito de uma iniciativa de sensibilização em Lisboa, inserida na Semana da Mobilidade e no Dia Europeu Sem Carros.

Este ano foram apenas 59 as autarquias a aderir a esta iniciativa."

3 comentários:

RH disse...

em lisboa e arredores também já existem cursos de condução de bicicleta em meio urbano. um curso que procura dar resposta às questões de uma mobilidade mais sustentável. recomendo a Cenas a Pedal http://www.cenasapedal.com/

Jorge Pieta disse...

Poluição no Seixal? então... será possível que um dos Concelhos com maiores índices de qualidade ed vida tenha poluição? deve ter sido erro no servidor da Quercus!

Fernão Ferro F F disse...

Caro Dr. Samuel,

Vimos solicitar-lhe o favor de publicar esta informação aos seus leitores, se faz favor.
Pela atenção receba os nosso, ouito Obrigado.

INFORMAÇÃO
A equipe do projecto Fernão Ferro a “Ferro e Fogo” por uma freguesia cada vez mais limpa e verde, decidiu após a análise de alguns comentários que surgiram na blogosfera, conjugados com sugestões dos nossos leitores, alterar o nome deste projecto.
O nome “Ferro e Fogo” foi deturpado, mal interpretado (mesmo após ter sido esclarecido no Blog), indevidamente usado e nomeado em ocasiões e lugares impróprios e que não encontram eco dentro do espírito deste projecto.
Este projecto, único na freguesia de Fernão Ferro, é de Fernão Ferro, construído, elaborado, mantido por pessoas de Fernão Ferro e destina-se a todos quantos aspiram e pretendam construir um Fernão Ferro exemplar, somando-lhe mais-valia. A todos estes Homens este projecto agradece a sua contribuição cognitiva.
Para que se diluam definitivamente e não haja lugar a quaisquer duvidas, tanto quanto à nossa isenção e imparcialidade, somos a informar, a não identificação com quaisquer forças politicas e/ou corporativas. Mais sublinhamos que nos inserimos dentro dos “agnósticos teístas”, no sentido de acreditarmos na capacidade de criação do cidadão comum de Fernão Ferro.
Pelo acima exposto, decidimos que a partir de hoje este projecto chamar-se-á
Fórum Cidadania “por Fernão Ferro”
Na procura de uma freguesia cada vez mais limpa e verde

Google