Depois de acontecer não digam que desconheciam...

Ontem de manhã, como habitualmente, ao dirigir-me para o escritório, contorno a rotunda do "Centro Sul", Almada, viro para a Bento Gonçalves e, pretendendo virar para a R. Conceição Sameiro Antunes, aguardo o sinal verde que deveria surgir após a passagem do Metro que proveniente da Universidade descia a Ramalha, transpondo a Bento Gonçalves para se deslocar em direcção a Corroios. Qual não foi o meu espanto, tendo ficado mesmo atónito, quando olho para o sinal que passa a verde, meto a primeira e quando me preparava para acelerar, olho para a linha do meu lado esquerdo e, vejo o pachorrento Metro que se desloca e se prepara nesse preciso momento para transpor a via que eu devia seguir, com o sinal verde aberto. "Travei", fiz uma vénia ao dito, deixei-o passar serenamente e, só depois, me foi permitido seguir viagem, ainda que o sinal verde me indicasse essa possibilidade há já algum tempo.
O que se passou é muito grave em termos de segurança e espero que um qualquer condutor, menos atento e mais acelera, não vá "marrar" com o Metro, provocando-se um acidente que pode assumir contornos de grande gravidade.
As autoridades de trânsito e a Metro sul do Tejo não podem ignorar esta realidade.

1 comentário:

Ponto Verde disse...

A situação no cruzamento, rotunda de depósitos de plástico, entre o Laranjeiro e a Cova da Piedade é outro destes exemplos...

Google