Demitam-se os responsáveis da ERSE

Quando ouvi a notícia pela primeira vez confesso que nem a levei a sério. O que ouvia era de tal modo absurdo que só podia ser um erro jornalístico. Mais tarde percebi que afinal a notícia era fundamentada, o que não era fundamentada era a proposta da ERSE e, de tão ridícula que era, nem a própria beneficiária se queria manifestar sobre ela; na realidade, quando a EDP foi confrontada com a proposta da ERSE de serem os consumidores cumpridores a pagar a factura dos incumpridores, a EDP, estrategicamente, preferiu não se pronunciar.
Pensava eu que a insensatez e a falta de escrúpulos dos responsáveis da ERSE não fosse tão longe e, é com revolta total que apelo à imediata demissão de gente capaz de fazer propostas destas.
Como é possível alguém vir propor que as dívidas de consumidores relapsos da EDP sejam pagas pelos consumidores cumpridores?
De tão absurda e disparatada do ponto de vista social, nem me apetece tecer mais comentários ou aduzir razões porque não deve merecer credibilidade a proposta que está em discussão pública, seja do ponto de vista jurídico-constitucional, seja do ponto de vista da gestão; mas a ousadia desta proposta só merece uma atitude
- Demitam-se os responsáveis, porque não têm sentido, nem sensibilidade capaz, para fazerem cumprir a missão que compete à entidade reguladora.
O Governo não pode lavar as mãos neste caso. A população séria deste País nunca iria compreender ou aceitar que os santos devam pagar pelos pecadores, nem mesmo os mais devotos iriam aceitar tão infame postulado.
Pensava eu que as entidades reguladoras fossem criadas para defenderem os consumidores e a população em geral dos comportamentos das empresas que podem beneficiar de posições dominantes de mercado...?!
Que falta de credibilidade demonstra esta ERSE!!!
Se a moda pegasse só havia uma solução:
- De futuro ninguém pagava as facturas da EDP e talvez os mesmos senhores viessem fazer novamente a mesma proposta; nessa circunstância esperaria eu que só eles tivessem sido cumpridores para, num gesto de coerência, se disponibilizassem a pagar do seu bolso a factura total dos consumos à EDP.

7 comentários:

Anónimo disse...

Sem querer ser indelicado, este assunto que tanto trabalho lhe deu transcrever, só serve para " encher chouriços".A proposta já foi posta de lado pelos responsáveis da ERSE.
Mas desculpe sr. vereador, este espaço que tanto trabalho consome vª. exª. não devia ser para abordar assuntos relacionados com a (sua) autarquia ????
Vai argumentar que basta percorrer o blog para ver a quantidade de assuntos relacionados ou não com o seu pelouro aqui tratados.Mas não se pode criticar a CDU por abordar assuntos nacionais no Boletim Municipal e vª. exª. fazer o mesmo num espaço que é suposto servir para fazer chegar às populações o trabalho na veração.

Samuel Cruz disse...

Caro anónimo,

Em primeiro lugar esclarecê-lo que não fui eu quem publicou este post, foi o Dr. Fonseca Gil, como se vê pela assinatura aposta no mesmo. Mas de qualquer forma as duas situações que expõem são completamente díspares, uma coisa é utilizar sistematicamete o Boletim Municipal, pago com o dinheiro de todos os contribuintes, como veículo de propaganda anti-governamental, outra coisa completamente diferente (eu diria que se situa nos antípodas) é utilizar este espaço, mantido graciosamente, para criticar uma medida de um organismo que por acaso até é tutelado por um Governo do Partido a que pertencemos.
Atentamente,

fonseca gil disse...

Caro Anónimo

Embora o Vereador Samuel Cruz já o tenha esclarecido sobre a autoria do post, o qual é da minha inteira e exclusiva responsabilidade, quero dizer-lhe o seguinte:
- Sempre entendi que o facto de ser militante partidário não estou obrigado a calar a minha indignação quando alguém tem atitudes ou toma medidas que a todos nos devem indignar independentemente de estarem sob tutela, ou não, governamental.
Quem ousou colocar à discussão pública uma proposta desta natureza não merece continuar no lugar para o qual foi designado. Demita-se ou demitam-no.

Anónimo disse...

A CDU da camara do seixal passa a vida a dizer mal do governo e a mandar os trabalhadores da camara em autocarros para se manifestarem em Lisboa e também põe autocarros à disposição da população cdu para ir gritar contra o governo em lisboa e agora aderiu ao programa do simplex do governo. Afinal como é sr. alfredo monteiro? o governo é mau ou é bom? não se é mau se as coisas que faz são boas.

Anónimo disse...

Para o Alfredo Monteiro o Governo é bom. Este Governo permite que Presidentes de Câmara incumpridores se façam transportar de carros topo de gama com motorista. Agora que consta haver uma redução da taxa do IMI, em vez de aplaudir (beneficia os municipes) já está a contestar.
Certamente será por ter receio de não ter verba suficiente para atestar o BMW.

Mariana disse...

Dr. Fonseca Gil, antes demais deixe-me felicita-lo pelo seu trabalho sério e responsável que teve enquanto líder da CPC, espero que o actual líder consiga unir as hostes socialista e, de uma vez por todas, os socialistas conseguirem dar a este povo trabalhador e honesto do seixal uma liderança séria e sem comprometer os interesses da população em nome dos seus próprios interesses.

Sou leitora assídua deste blog e não costumo comentar, mas desta vez, não pude ficar calada, pois é uma vergonha que quem teve a brilhante ideia de colocar os cumpridores a pagar pelos prevaricadores ainda não tenha sido demitido.

Não posso também deixar de dar razão ao Sr. Vereador Samuel Cruz. Realmente é um disparate pegado, passo a expressão, comparar o que se passa com o Boletim Municipal, pago com o nosso dinheiro, meu também, que é utilizado para propaganda anti-governamental, com o que se passa neste espaço de opinião democrática. Não ligue Sr. vereador, eu acho é que os comunistas estão incomodados com o seu trabalho. Os meus parabéns, não só pelo seu blog, mas pelo seu excelente trabalho.
Mariana

Cristiana disse...

Deixo neste blog uma reflexão; neste país os incumpridores não são punidos; os cumpridores pagam as facturas dos incumpridores; o legislador cobre o incumpridor; o incumpridos não respeita o legislador;
Logo vale a pena ser incumpridor...

Google