Uma reflexão para os ecologistas mais ortodoxos






O papa figos também conhecido por "marintéu", que vemos na primeira foto, sabe aproveitar as vantagens do desenvolvimento industrial e não descarta a possibilidade de evoluir nos materiais que aplica na construção dos ninhos.
O malandro que construiu a sua casa num local onde a "civilização humana" dista cerca de 3 ou 4 Km, porque razão não continuou a fazer o seu ninho de pasto como as gerações que o antecederam, antes resolveu ir "à cidade" comprar fio sintético para construir a estrutura e as traves mestras do seu ninho?
Acreditou na publicidade enganosa? Ou percebeu que a evolução passa também por saber aplicar novos materiais na construção dos ninhos, em que o factor durabilidade e resistência, devem ser levados em conta ou, será que ponderou a relação de custo benefício e concluiu que lhe ficava mais barato construir parte do ninho com fio de nylon, mesmo tendo que o ir buscar a alguns quilómetros de distância?
Será que ele ponderou os efeitos nefastos de continuar a construir com fio de nylon, que terá como consequência daqui a alguns anos ter que viver numa "cidade betonizada" construída num frondoso carvalho?
As duas fotos do ninho vazio são da minha autoria e confesso que quando vi os materiais aplicados na sua construção não resisti em questionar se afinal os animais em geral e as aves, neste particular, não sabem também aproveitar o que o desenvolvimento tecnológico e industrial por vezes proporcionam
Ao papa figos que construiu este ninho não faltava pasto em redor, mas ele percebeu que o fio não apodrecia tão rápido e era mais resistente ao tempo.
Vá se lá saber em que universidade tirou a cadeira de materiais de construção.
Terá encomendado ensaios ao LNEC?
Quando lá for em visita, aos meus amigos e antigos colegas, perguntar-lhes-ei se algum marintéu, originário das beiras, solicitou ali algum ensaio de resistência de materiais.
Será que se ele falasse não proibiria alguns humanos de falar em nome dele?
Aqui fica a pergunta.

Sem comentários:

Google