Máfia de Nápoles deixa lixo causar o caos na cidade

Nápoles

Noventa incêndios numa só noite: aconteceu esta semana em Nápoles e na região da Campânia, submersas desde o final de 2007 pela crise do lixo. "De seis em seis minutos, um dos nossos carros arranca, com as sirenes ligadas", disse ao jornal italiano La Repubblica o comandante dos bombeiros de Nápoles, Ugo Bonessio. Os habitantes incendeiam o lixo que invade as ruas e os pequenos fogos transformam-se em incêndios - 90, numa só noite. O calor tornou ainda mais insuportável o cheiro nauseabundo que se instalou no quotidiano da cidade, cuja zona histórica foi eleita pela UNESCO como parte do Património Mundial da Humanidade. O Governo Prodi, deposto nas eleições de Abril, prometeu resolver a crise e não conseguiu.
A combinação dos interesses dos autarcas que não querem receber os dejectos - cinco mil toneladas no sábado à noite, apenas 3500 ontem, segundo a AFP - e do controlo da máfia napolitana, a Camorra, sobre o negócio do lixo foi mais forte do que o executivo. Os napolitanos sentem-se abandonados pelo Estado e dizem que aqui acaba a Europa e começa o terceiro mundo.
Esta quarta-feira, um novo Governo, o de Silvio Berlusconi, desembarcou na cidade para cumprir a promessa eleitoral de resolver uma crise que o presidente da Ordem dos Médicos napolitana considerou "dramática", lembrando "o risco de transmissão de doenças ligado ao aumento das colónias de ratos". Para já, Berlusconi leva uma carta na manga: o Exército irá intervir. Mas Prodi já a tinha jogado. É capaz de ser pouco para enfrentar a Camorra - e os ratos...
Para a próxima pensem bem antes de utilizar a expressão "isto só no nosso país"...

3 comentários:

Anónimo disse...

Sr. Vereador Samuel está a decorrer no forum municipal do seixal seminários de trabalhadores da camara de iniciativa da camara para esclarecimento das carreiras. Nesses seminários estão o presidente da camara e os vereadores da CDU e não estão os vereadores da oposição. Porquê? não são também administração da camara ou não se interessam pelos problemas dos trabalhadores? Seria muito importante que os vereadores do oposição estivessem presentes nos seminários de dia 27 e 28 da parte da manhã mesmo que fosse sentados na plateia.
Cumprimentos.

Samuel Cruz disse...

A CM tem uma Agenda e ela está dividida em Pelouros. A relação directa com os trabalhadores cabe ao Presidente e ao Vereador dos Recursos Humanos. Logo, eu não sou convidado a estar presente.
E, ao não ser convidado, também não seria de bom tom ir sentar-me na plateia. Além de que, não será, seguramente, o local próprio para assistir a comícios do PCP.
Eu mesmo já tenho outros relatos dessa situação, pelo que levarei o assunto à próxima Reunião de Câmara. Caso queira assistir, convido-o desde já, a marcar lugar na plateia.

Anónimo disse...

Obrigado Vereador Samuel adorei a sua resposta. Na mesa do comicio estão todos os vereadores da CDU não só a vereadora do pessoal. São autenticos comicios do PCP em que o Sr. Presidente incita verdadeiramente à rebelião dos trabalhadores contra o governo. A plateia Sr. Vereador Samuel era uma provocação bem intencionada. Gostei da forma como respondeu como aliás tenho gostado do seu desempenho como Vereador na CMS. Obrigado. Um abraço.

Google