A denuncia construtiva é um instrumento da democracia

Há cerca de 15 dias denunciámos neste blog a vinda do Ex-Vereador Comunista de Setúbal para a Câmara do Seixal que, pelos vistos, foi enquadrado como Assessor do Vereador do Urbanismo. Várias razões se terão preenchido para que tal viesse a acontecer - uma corrente interna do PCP não terá visto com bons olhos o saneamento que o seu Partido fez deste "camarada" e entendeu mostrar-lhe a sua solidariedade dando-lhe abrigo; o Senhor Ex-Vereador Aranha Figueiredo, tendo ficado desempregado e sem direito a subsídio de desemprego socorreu-se de algum amigo para conseguir um emprego com direito a um vencimento mensal, tendo encontrado entre os seus camaradas do Seixal um coração bondoso que lhe deu a mão; o pelouro do urbanismo da Câmara do Seixal está a bater no fundo e precisa do encosto de um técnico competente!!! para o vir salvar.
Questiono se afinal o Senhor Aranha Figueiredo não está aqui no Seixal a estagiar para preparar a sua candidatura a futuro Vereador do Urbanismo em substituição do já cansado, esgotado e sem linha de orientação, Jorge Silva.

Mas o que fica por responder é se afinal o Senhor Aranha Figueiredo é uma mais valia para o nosso concelho e se o é, o Partido Comunista do Seixal terá que reconhecer que as suas apostas locais estão gastas e precisam de ir a banhos ou talvez darem um passeio até ao Brasil para voltarem mais rejuvenescidas.
Ainda neste blog tivemos a oportunidade de denunciar a existência de canalizações de água em Fernão Ferro com tubagens à base de amianto, o que representa um atentado à saúde pública.
A confirmar as nossas preocupações veja-se a notícia vinda a público no dia 8 no Correio da Manhã, pela qual se denuncia que o amianto está nos telhados de 600.000 casas em Portugal; referindo ainda a Investigadora Maria do Carmo Proença do Instituto Dr. Ricardo Jorge a sua grande preocupação pela existência do mineral nas canalizações de abastecimento de águas.
Esta situação tem que continuar a ser denunciada e não se pode esconder.
Urge uma explicação do Senhor Presidente da Câmara sobre esta realidade e o compromisso de que se vão cortar nas verbas afectas à propaganda para actuar na defesa da saúde das populações afectadas, com a substituição urgente dessa rede e outras que porventura existam e das quais não haja conhecimento público.
Senhor Presidente da Câmara informe os munícipes com verdade e sem sofismas.
Sabemos que a construção de redes de fibrocimento foi, em determinado momento, um avanço da tecnologia que posteriormente se provou ser um erro do ponto de vista da saúde pública e, por isso não pretendemos responsabilizar os dirigentes do município pela instalação dessas redes; mas a partir do momento que está demonstrada a sua perigosidade e nada é feito para a debelar só podemos considerar que o poder politico instalado no Seixal pode estar a cometer crimes por negligência e os munícipes não podem ficar calados.
Já sei que a esta denuncia respondem os comunistas com a existência do dito amianto em edifícios públicos e que o Governo também não resolve o problema.
Antes de virem com esses argumentos antecipadamente estou solidário na critica a essas situações, e aqui está a diferença entre as ideologias que professamos. A ideologia comunista, pelo menos na versão deste PCP vai no sentido de defender que o eixo do mal está sempre nos outros, mesmo que até um cego veja o contrario, enquanto nos partidos democraticos temos o direito de nos manifestarmos contra medidas tomadas pelos nossos camaradas que têm a responsabilidade governativa. A divergência é um direito e um dever. O direito de ter voz e o dever de não pactuar com actos e factos que não valorizem a democracia e o respeito pelos valores mais profundos da sociedade.
Aos comunistas que visitam este blog informo que o direito à divergência de opinião é um sinal de maturidade política salutar, o que não se compreende é como é possível nas hostes do Partido Comunista do Seixal não haver vozes discordantes.
Será que é possível aceitar que ninguém ousa discordar dentro do Partido Comunista?
Será que é aceitável que dentro do Partido Comunista do Seixal todos estejam de acordo com a vinda do Senhor Aranha Figueiredo para o Seixal?
Será que não há neste concelho do Seixal um comunista capaz de gritar bem alto que não pactua com os "jobs for de boys" dentro do seu Partido ou será que continuam a preferir e a valorizar o principio da perseguição como caminho para a unicidade de pensamento?
Li durante cerca de duas semanas os diversos comentários que se fizeram à cerca da temática aqui levantada. Vi até uma tentativa de crucificar o meu camarada Samuel Cruz que tanto preocupa o poder instalado, mas não descortinei que algum comunista tenha tido a coragem de, num momento de lucidez, vir reconhecer que os seus camaradas com responsabilidade de gestão autarquica no Seixal podiam fazer, no mínimo diferente, para não dizer mais e melhor.
Enquanto formos geridos por quem não tem capacidade de critica interna estamos condenados a viver num concelho paralizado no tempo.

7 comentários:

Ana disse...

Relativamente ao Exmo Senhor Aranha Figueiredi já expressei a minha opinião, em relação a que as apostas locais estão gastas penso que as estão há bastante tempo não é de agora, e será de muito mau gosto apostar em pessoas que foram "saneadas" pelo próprio PCP de outras autarquias, continuando a pensar que os munícipes do Seixal são considerdos cidadãos de 2ª ou 3ª categoria para o PCP.
Quanto à situação de Fernão Ferro sou de opinião que é bastante grave, um atentado à saúde pública.
Explicações já as ouvi e não fiquei convencida, até porque a argumentação é sempre de que os partidos da oposição só querem destruir o "brilhante trabalho" efectuado pela CDU (PCP), enquanto governo autarquico responsável. não existe possibilidade de se Pelo que penso que o melhor seria por o preto no branco,pedir uma intervenção do Instituto Ricardo Jorge, de modo a que aqui tivessemos uma análise de uma entidade idónea que não estivesse sujeito a quezilias partidárias.
A mesma situação deveria ser observada em todo o país, pois não acredito que o que se fez em Bruxelas quanto a este problema se deva a uma questão leviana. A saúde pública é demasiadamente importante para se brincar com ela desta maneira.

Anónimo disse...

...começando pelo presidente, António Costa com 1 assessor do Quadro e mais 11 externos (incluindo os 2 adjuntos e o chefe de gabinete), o vice com 2 assessores do Quadro e mais 6 de fora, Cardoso da Silva com 2assessores do Quadro, Rosalia Vargas com 4 de fora e 1 do Quadro, Sá Fernandes o recordista com 14 prestadores de serviço, só precisando de 2 motoristas e um auxiliar do pessoal da CML.

Estes são todos mais valias para Lisboa, não é? Ou estarão em estágio? Tu é que já foste ao fundo há muito tempo..

Orwell disse...

Reitero a proposta da Ana para serem feitas análises por uma entidade idónea como o Instituto Ricardo Jorge. A saúde de todos nós assim o exige.
Em relação ao comentário do anónimo tenho a dizer o seguinte: Fica-lhe mal pôr em causa o valor das pessoas em questão sem fundamentear. Em segundo lugar a situação em relação ao Sr. Aranha Figueiredo é completamenmte diferente, uma vez que este foi saneado das funções de Vereador do Urbanismo da Câmara de Setúbal nas condições em que todos nós sabemos.
3º Os muros não caem por acaso e a cortina de ferro começa a transformar-se em veludo.

Anónimo disse...

Drº Fonseca Gil porque não critica os "jobs for de boys" na segurança social de setubal... será que todos os técnicos contratados foram-no por concurso público ou será que houve alguns que entraram por cunhas... Como tenho por hábito respeitar a privacidade de cada um calo-me por ora, mas se V. Excª continuar com esta campanha escroque terei de denunciar aqui os nomes de familiares de dirigentes do PS Seixal que foram contratados para a Segurança Social de Setubal com chorudos ordenados unicamente por cunhas!!!

Anónimo disse...

Como é obvio não existe neste concelho nenhum comunista que não concorde com o partido porque esses não são comunistas são dicidentes

funcionario da cms cucena disse...

Sou funcionário na cucena consta aqui que o Vereador Jorge Silva andou aos gritos com os funcionários e depois até teve uma subida de tensão. Será que algum colega poderia esclarecer o que se está a passar no urbanismo? Será que o homem está mesmo descontrolado.

Fonseca Gil disse...

Caro Anónimo.
Não sei a quem se refere quando diz que entraram Técnicos na Segurança Social de Setubal por cunha e que tais Técnicos são familiares de dirigentes do PS Seixal.
Embora não sendo dirigente actualmente tive a responsabilidade de ser Presidente da Comissão Politica Concelhia durante os dois ultimos anos.
A bomba que o caro tem nas mãos será que está virada para mim?
Se for diga, denuncie, porque senão pode rebentar-lhe nas mãos e ficar, no mínimo sem os dedos.
Meu caro, porque na realidade a minha mulher em meados do ano transacto se transferiu do IVV para a Segurança Social de Setubal, pode o senhor pensar que tem alguma na manga contra mim. Engana-se redondamente. Já agora, caro anónimo, para ficar melhor informado aqui vão algumas informações adicionais.
Era Técnica Superior Principal no IVV, categoria que manteve na S.S., como não poderia deixar de ser. Quanto ao ordenado chorudo, dir-lhe-ei que o ordenado que tinha no IVV é o ordenado que tem na S.S.; é nem mais nem menos, o vencimento da categoria de Técnico Superior Principal que é igual em qualquer organismo da função pública seja em Setubal, Faro ou Braga, etc, etc. Será que o caro sabe isso? Considera o ordenado chorudo? Se disser que sim, no mínimo, peça ao seu Partido para o dispensar de ir às manifestações contra os aumentos de vencimentos na função pública. Diga ao seu Partido que os funcionários públicos estão bem pagos e encabeçe uma luta contra os míseros aumentos que se praticam dentro do seu partido. Relativamente às razões da transferência se quiser saber mais pormenores queira identificar-se e terei todo o gosto de falar consigo e de lhe fazer prova da documentação que suporta a transferência, mas sempre lhe posso adiantar que foi a Segurança Social que divulgou um pedido de transferência de funcionários do IVV ao abrigo da mobilidade para estes poderem vir a integrar o quadro da S.S.
Já quanto à decisão de ela ser admitida na S.S. foi da responsabilidade de outros Técnicos da Instituição que a entrevistaram e terão proposto superiormente o pedido da transferência dela dum organismo para o outro.
Já agora fica ainda informado que ela não conhecia, nem eu conhecia, como ainda não conheço, as pessoas da S.S. que a entrevistaram e que foram os responsáveis pela sua transferência e admissão na S.S.
Por último, fique a saber que ela não foi ocupar nenhum lugar de relevo na Instituição. É uma funcionária que está ao serviço da Instituição, pertence ao quadro e está colocada num serviço no qual presta a sua actividade e depende, como não podia deixar de ser, dos seus superiores hierárquicos.
Assim fica informado que foi a Segurança Social que pediu a sua transferência e não foi ela, por mim ou por alguém, que meteu qualquer cunha para ser transferida.
Quanto à sua referência a concurso público para transferir funcionários públicos ao abrigo do regime da mobilidade não passa de um disparate.
Termino esta missiva para este estimado anónimo dizendo-lhe o seguinte:
Não esperava que da parte dos comunistas viessem reconhecer que a vinda do Ex- Vereador se tratava de compadrio politico; mas ao menos viessem defender junto dos leitores deste blog as mais valias que esta contratação representa ou esperam que venha a representar para o nosso município.
Como ninguém nos explicou que esta contratação é valor acrescentado para o Seixal, caro anónimo, desculpe-me em ter que lhe repetir:
- Só a cor politica deste senhor justificou a sua vinda para o Seixal, nada mais.

Google