Comércio do Seixal - Temas da Semana:

Caros Bloguers e leitores do jornal "Comércio do Seixal", esta semana os temas postos à vossa análise, discussão e opinião são:

Tema Nacional: Devia o presidente da ASAE demitir-se, depois de ter sido apanhado a mentir acerca da existência do relatório interno?

Tema Local: Verdizela - Crime Ambiental ou o Preço do progresso?

Este tema embora esteja a ser discutido neste blogue e na blogosfera local desde o fim-de-semana, entendeu-se ser demasiado importante para que passe ao lado da população e merece tratamento jornalistico, onde, como sempre, a sua opinião conta e é publicada. Basta querer.

Relembro que os comentários, para serem publicados, terão de ser recebidos até quinta-feira de manhã.

Por fim agradeço ao Paulo Edson que teve a amabilidade de colocar um link para o meu blogue em virtude de me encontrar de férias.

5 comentários:

Velas do Tejo disse...

Tema Nacional

Se a mentira desse sempre lugar a castigo, a classe politica teria serias dificuldades em sobreviver.

Anónimo disse...

Em primeiro lugar gostaria de o felicitar pelo seu blog e pela forma como publica sobre certos assuntos que o cidadão comum nunca teria acesso. Obrigado pela sua coragem.
Ao contrário do seu colega do PSD, demonstra grande conhecimemnto e coragem para afrontar a CMS sem quaisquer rodeios.
Começo pelo tema nacional, e posso dizer que não concordo com a escolha. É importante mas existem coisas mais importantes que se passaram esta semana. Mas, como é o tema que escolheram apenas me cabe dizer uma coisa: se fosse o governanate que tutela a ASAE, "óbviamente demitia-o".
Quando ao tema concelhio/local, acho que o nosso concelho caminha a passos largos para uma betonização. Mas tanto a nível local, como central, têm sido dados imensos tiros nos pés no que diz respeito a questões ambientais. Então os senhores da Verdizela achavam que iam ser servidos pela circular da peninsula de Setúbal que não iriam nascer como cogumelos ao redor da mesma? Que esperavam? É óbvio que num país a sério, num país quiçá ideal, nada deveria ser construido numa banda de 5 km da orla costeira, com a excepção de equipamentos. Para acabar uma pequena curiosidade, o concelho do Seixal não tem qualquer campo de golfe no entanto, tem dois colados aos seus limites, com todos os prejuizos ambientais daí inerentes.

Paulo Assunção

Jacinta Lopes disse...

Sou mulher e mãe, não sou economista, arquitecta, engenheira ou advogada, também não sou médica, aliás nunca andei na universidade embora tenha doutoramento em gestão da vida.
Não posso é ignorar o que se passa à minha volta , não há muito tempo o que havia no concelho eram pequenos empreiteiros que construíam pequemas casas á medida das possibilidades. Agora há grandes empresas, sem rosto nem alma que de uma assentada , não constroem uma ou duas casas , mas 670 não rapam algum mato mas cortam 76 hectares de floresta.
Isto para quem tem filhos e ajuda a criar netos é confuso porque só se ouve falar de crise, do aumento da gasolina , e da necessidade de conservar a floresta que é o nosso petróleo verde. Além disso a floresta é essencial à vida.
Só pergunto é que se é mesmo necessário construir uma nova cidade à beira da Verdizela ? É que se essas pessoas vêm à procura dos pinhais da Verdizela, digo que por estes dias perdemos 76 hectares, se tivesse sido um fogo a destruir 76 hectares de pinhal, tinham aqui estado televisões e jornais , assim ninguém deu por nada e o senhor presidente até ficou chateado de lhe ter ido pedir explicações. Obrigado pelo tempo dispensado.

Anónimo disse...

A Verdizela é crime ambiental. Apenas é o custo do progresso da vida dos intervenientes no processo que leva à destruição do pinhal da Verdizela. São os empresários do betão são o presidente e os vereadores do PCP e são os gabinetes que fazem os projectos, dos quais raramente se fala não se sabem bem quem são mas são coniventes com o poder politico na camara do seixal. O progresso é aquilo que se deixa que ele seja e no seixal a CDU quiz contra a vontade da população que o concelho fosse feio, poluido, desagradável sem qualidade de vida e com o completo corte de árvores e a carencia de zonas verdes será também o concelho mais propício a doenças de vária ordem para os seus moradores. É preciso votar para mudar o rumo da politica no concelho do seixal.

Anónimo disse...

e ainda aqui vives?...estás doente, estás.

Google