WOK - Tocá Rufar













Fui, na passada 4ªfeira, assistir ao espectáculo WOK dos Tocá Rufar. No seu novo espaço, sito na zona industrial do Seixal, os Tocá Rufar souberam proporcionar um óptimo serão com os seus ritmos bem alinhados e coreografias a condizer. Um espectáculo de sons e ritmos, que consegue levar o espectador ao riso, só pode ser bem executado. Parabéns aos Tocá Rufar e que continuem no bom caminho.

WOK - RITMO AVASSALADOR

«Um espectáculo do veterano percussionista Rui Júnior, fundador do Tocá Rufar.
Totalmente renovado e com um novo elenco de grandes artistas, novos temas, novas ambiências e a participação de uma grande equipa de prestígio, este espectáculo tem o Ritmo como pano de fundo. Este é explorado e desenvolvido de diversas formas, conceitos e timbres através dos tambores tradicionais portugueses, da luta de paus e coreografias inspiradas no imaginário tradicional português.
A disposição dos instrumentos no espaço físico e sua exploração como adereços, a movimentação em palco, a cor e as diversas ambiências sugeridas são alguns dos factores que tornam este espectáculo uma experiência inesperada.
2007 foi o ano da consagração pelas participações em espectáculos de grande notoriedade, como foram os casos dos Trovante e Xutos e Pontapés, ambos no Campo Pequeno.
Em 2008 o WOK vai percorrer o país de Norte a Sul numa digressão que contemplará mais de 200 espectáculos. Esta digressão estreia a 5 de Abril no Centro Cultural de Samora Correia, sendo que a ante-estreia, no dia anterior, será um espectáculo exclusivamente para a imprensa, os patrocinadores e restantes convidados.»

4 comentários:

Ponto Verde disse...

Só acho estranho a CMS instalar um grupo cultural numa Zona Industrial , mal servida de trensportes e afastada de tudo.

O tempo das Sociedades Recreativas, Bandas...no centro das vilas e das cidades ... parece que já foi.

Cada vez percebo menos desta nova ordem urbana. Será por considerarem neste caso tratar-se de uma Indústria Cultural?

Bem haja o Tocárrufar e o redobrado sacrifício e amor à arte.

Anónimo disse...

Sim, realmente eles dão um grande um grande espectaculo, é verdade!
Mas talvez devessemos estar a discutir as estranhas ligações dos Toca a Rufar com a Câmara do Seixal e com o PCP.
Como é que uma instituição como os Toca a Rufar, que não recebe dinheiro pelos seus espectaculos e onde os miudos nem sequer pagam mensalidade, consegue comprar um terreno na zona industrial e contruir uma nova sede de raiz???
Para além disto continuo a ver os Toca a Rufar em tudo o que é jornais e eventos da Câmara do Seixal.
Desculpem-me mas será que sou o único a ver isto?!
Não tenho nada contra os Toca a Rufar, são um excelente grupo e desejo-lhes muito sucesso, porém estes favorecimentos "escuros" da Câmara do Seixal merecem a nossa indignação.
Mais alguem partilha da mesma opinião?

Anónimo disse...

Que idiotice de comentário, dor de corno talvez? Porque não sai do sofá, e aprende algo que não seja má língua.

Anónimo disse...

realmente estas a falar de um grupo que nem sequer cobra dinheiro aos espectadores e nao cobra nada aos membros entao e uma coisa que devias admirar e porque hoje em dia ha poucas organizaçoes assim e devias era torcer para que este grupo recebece mais donativos e mais favorecimentos da camara uma vez que sao um grupo de percursao tradicional,em vez de andares a dizer que sao negocios escuros

Google