Análise das GOP´s e Orçamento 2008

A análise das Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2008, que o PS fez aquando da apresentação destes documentos, foi que da análise das receitas se poderia constatar que os impostos directos tinham uma projecção de receitas correcta para 2008, contudo as restantes receitas a que respeitam o urbanismo e à alienação de património demonstravam excessivo optimismo, e que, em consequência, a sua concretização seguramente se guardaria bem abaixo do que foi proposto.
Dissemos ainda que quanto à despesa, tal como no exercício de 2007, a sua realização não atingiria 75% dos valores orçamentados o que politicamente iludirá, a expectativa de muita gente.
Porém pior do que isso na perspectiva do PS é que não se vislumbra um esforço de racionalização da vida económica e financeira do Município cujos custos fixos comprometidos absorvem de tal forma as receitas que o esforço de modernização e desenvolvimento do Concelho será completamente negligenciado.
A meio de Novembro o que não foi feito dificilmente o será, a execução deste orçamento está a chegar ao fim, e apesar da aprovação das contas acontecer lá mais para Março, já é seguro dizer que infelizmente tínhamos razão.
Por mim resta-me a consolação de no Pelouro que dirijo a execução orçamental ser neste momento já de 99,9%, melhor é impossível, o meu muito obrigado a todos os que comigo colaboraram.

1 comentário:

Ana disse...

Normalmente é dificil atingir 100% de execução de um qualquer plano, pois haverá sempre muitas variantes ao longo de um ano que serão de todo imprevisiveis, pelo que lhe dou os meus parabens pela sua eficácia/eficiência.
Não sei a representatividade do seu pelouro em relação à totalidade da autarquia mas tal é demonstrativo que existe capacidade para outros projectos.

Google