“Estamos contra as práticas estalinistas ainda presentes no distrito e na região”


Por Hasse Ferreira, Deputado do Parlamento Europeu do "Rostos"

"O impacto económico e social do novo aeroporto, da nova ponte bem como a expansão da Auto Europa são absolutamente decisivos para a aceleração do processo de desenvolvimento da Península de Setúbal, de toda a zona do estuário do Tejo e do conjunto da área metropolitana Lisboa Setúbal, a região que é, que deve ser a verdadeira capital atlântica da Europa."- disse Hasse Ferreira, Deputado ao Parlamento Europeu, intervindo na Conferência "Pensar o Distrito de Setúbal", promovida pelo Partido Socialista.

Acrescentou o politico setubalense que:"O projecto da Auto Europa tem-se desenvolvido, mas é justo reconhecer-se que, para além do nível elevadíssimo da gestão, um factor positivo e diferenciador no plano da competitividade tem sido o comportamento dos trabalhadores, no domínio da competência profissional e na importantíssima área do diálogo social. E este diálogo social permanente é uma componente essencial do modelo social europeu. Estamos contra as resistências corporativas às reformas, estamos contra as práticas estalinistas ainda presentes no distrito e na região. Enquanto que este diálogo social permanente, com resultados práticos e objectivos, é indispensável para o progresso económico e social."

Referiu ainda o eurodeputado que "Muitos outros aspectos, da agricultura às pescas, do turismo a diversas indústrias são importantes para o desenvolvimento do distrito e da Região, como o é a adequada concretização de uma estratégia oceânica. Como é relevante o papel do complexo portuário de Sines, em boa hora impulsionado por João Cravinho e António Guterres e relevante o avanço de uma adequada estratégia turística no Alentejo Litoral, com a lúcida intervenção dos nossos autarcas e do excelente Bernardo Trindade." afirmando ainda: "É de sublinhar o peso cada vez mais significativo dos serviços nas economias europeias, hoje num processo de integração acelerada, na fase de aplicação da recentemente aprovada Directiva dos Serviços, que tanto trabalho nos deu. E a atractividade da península de Setúbal para a economia de serviços será cada vez maior com os novos investimentos que aqui referi. É preciso tirar partido dessa nova atractividade. Até porque outra vertente essencial da actividade da União tem a ver com o Emprego e as Politicas Sociais, o que passa pela Solidariedade entre Gerações, pelo encorajamento a novas políticas demográficas. Mas passa claramente pelo próprio apoio à criação de empregos e ás condições que os viabilizam."

1 comentário:

Velas do Tejo disse...

é pá... é caso para se dizer que é de se lhe tirar o "bigode"

Google