Para reflectir e Agir em 2008

Primeiro, levaram os judeus.
Mas não falei, por não ser judeu.
Depois, perseguiram os comunistas.
Nada disse então, por não ser comunista.

Em seguida, castigaram os sindicalistas.
Decidi não falar, por não ser sindicalista.

Mais tarde, foi a vez dos católicos.
Também me calei, por ser protestante.

Então, um dia, vieram buscar-me.
Mas, por essa altura, já não restava nenhuma voz
Que, em meu nome, se fizesse ouvir.

Martin Niemöller ( pastor protestante anti-nazi)

Um excelente 2008 a Todos (até aos anónimos)

6 comentários:

Gramsci disse...

Primeiro prenderam os comunistas,
E eu não disse nada porque não era um comunista.
A seguir prenderam os judeus,
E eu nada disse porque não era um judeu.Logo vieram pelos operários,
E eu nada disse porque não era nem operário nem sindicalista
.E então meteram-se com os católicos,
E nada disse porque eu era protestante.
E quando, finalmente, vieram por mim,
Já não restava nada para protestar.

Bertolt Brecht

Velas do Tejo disse...

O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem ou de uma nação.

Oscar Wilde

Velas do Tejo disse...

e mais uma pérola:

É escusado sonhar que se bebe; quando a sede aperta, é preciso acordar para beber.

Sigmund Freud

Velas do Tejo disse...

Um excelente 2008 para ti Samuel!

Anónimo disse...

Um bom ano 2008 (até aos anónimos)
Sr. Vereador Samuel não gostei. Bom ano para todos e até principalmente aos anónimos. O Sr. Vereador ocupa um lugar na sociedade que lhe permite sem medo ter opinião e divulgá-la o mesmo não acontece com muita gente que por uma questão de preservação da integridade física e psicologica tem de se manter anónima se quer manifestar a sua opinião. Sr. Vereador sabe o que são as represálias do poder instituido sobre aqueles que discordam? Eu sei que sabe por isso não aceito o seu até para os anónimos. Falará concerteza dos anónimos que apenas o são para poderem ofender, caluniar mas para esses vozes de burro não chegam ao céu. Agora meter tudo no mesmo saco não Sr. Vereador.
E agora também deixo o meu comentário sob o anonimato.
Cumprimentos e um bom ano 2008 para si Sr. Vereador.

Samuel Cruz disse...

Cara(o) anónima(o)

Em sociedade todos estamos sujeitos a pressões, acredite, digo-o por experiência própria, que quanto maiores forem as suas responsabilidades, maiores são as pressões a que se encontra sujeito. Cabe a cada um de nós fazer as suas escolhas em cada momento da sua vida.
Por mim só lhe posso citar um trecho do último livro de Miguel Sousa Tavares, Rio das Flores:"Temo que a Liberdade se torne um vício."

Google