O Futuro é Agora


A Juventude Socialista arrancou em todo o país com a campanha “O Futuro Já Começou” em que através de outdoors e postais e diversas iniciativas espalhadas em todo o território nacional a JS mostra o que de positivo foi feito pelo Governo nas diversas áreas governativas em prol dos jovens portugueses.

A campanha, numa clara alusão ao mote da campanha da JS nas legislativas de 2005 em que o mote da campanha da Juventude Socialista foi “O Futuro é Agora”, mostra, hoje, 2 anos e meio decorridos da legislatura, aquilo que já foi realizado pelo Governo Socialista.

Parabéns JS!

6 comentários:

Ponto Verde disse...

Comeria peixe criado numa piscicultura que estivesse ao lado de uma ETAR e de estaleiros navais e num Estuário/Sapal para onde fosse despejado, sem tratamento o esgoto de mais de 100000 pessoas?

Mais em:

www.a-sul.blogspot.com

WWW.JSDSEIXAL.COM disse...

AFINAL QUEM ANDA A VANDALIZAR O CONCELHO??!?! AFINAL QUEM É QUE É VANDALIZADO?!?!?!?!

VEJAM TUDO EM:

WWW.JUVENTUDESEIXAL.BLOGSPOT.COM

WWW.JSDSEIXAL.COM/BLOG

Mauro Santos disse...

Comunicado de Imprensa da JSD:

"A JSD promoveu uma campanha de verão entre os dias 14 a 21 de Agosto, tendo percorrido as principais praias do país, com o propósito de contactar com os jovens portugueses e solidarizarmo-nos com a profunda revolta hoje sentida pela generalidade dos portugueses, face à ausência de rumo que este governo tem demonstrado.
Durante esta campanha, a JSD alertou para o facto de o governo ter procedido à revogação do diploma que aprovou os Incentivos ao Arrendamento Jovem (IAJ).

Entendemos que a revogação do IAJ constitui um grave atentado a milhares de jovens que se debatem com o drama de recorrerem ao mercado de arrendamento.

Nunca esperámos que a Juventude Socialista se solidarizasse com os jovens portugueses no combate às medidas tomadas por este governo.

A Juventude Socialista já nos habituou à sua absoluta indiferença relativamente aos problemas que afectam a juventude portuguesa, e à sua total subserviência a este governo. A JS já habituou o país a servir os interesses partidários e não os interesses dos jovens portugueses.

Mas a JSD não pode admitir que aqueles que nada fazem pela melhoria das condições de vida dos jovens portugueses nos acusem de desonestidade.

Desonestidade é sim comentar sem conhecer a realidade.

Afirma a JS que a JSD se limitou a criticar a revogação do IAJ sem que procedesse à informação sobre o novo regime. Lamentamos que a JS não tenha consultado o “folheto” distribuído nas praias portuguesas pela JSD. Se o tivesse feito veria que tal afirmação não é verdadeira e teria evitado mais um disparate.

A JSD lamenta que a JS, mais uma vez, se preste a defender de forma torpe, um governo que não tem a mínima sensibilidade relativamente aos problemas dos jovens portugueses.

A JSD lamenta que a JS não se junte à indignação dos jovens portugueses e exija ao governo a aprovação de um sistema de incentivos que permita aos jovens acederem ao mercado de arrendamento de forma efectiva.

O que descredibiliza a actividade política e as juventudes partidárias é a subserviência cega aos interesses do partido e do governo.

As alterações que o novo programa Porta 65 – Arrendamento Jovem introduz, tal como aliás a JSD refere no folheto, que a JS deveria ter lido, vão no sentido de diminuir de forma drástica não só o prazo do apoio como também os montantes da renda apoiada. A aprovação do novo regime, Porta 65, significa retirar a milhares de jovens a possibilidade de recorrerem ao mercado de arrendamento.

Lamenta a JSD que a JS continue a defender de forma despropositada um Secretário de Estado do Desporto que não tem uma única ideia para a juventude portuguesa.

Um Secretário de Estado que assiste de forma impávida e serena à destruição das expectativas dos jovens portugueses. Que assiste sem reacção ao aumento da emigração jovem. Que assiste a uma das mais altas taxas de desemprego jovem sem uma única solução. Que é cúmplice das mentiras do Primeiro-Ministro. Um Secretário de Estado a quem não resta outro caminho que não seja a demissão.


A JS elenca como grandes medidas aprovadas pelo Secretário de Estado da Juventude:

1. A nova Lei do Associativismo Jovem. Será que a JS se esquece que a lei do associativismo jovem não está em condições de ser executada, colocando dezenas de associações juvenis numa situação de asfixia financeira absoluta?

2. O Programa Nacional de Juventude. Será que a JS se esquece que o Programa Nacional de Juventude ficou na intenção do governo? Pensa a JS que engana os jovens portugueses? O Programa Nacional de Juventude após a realização de algumas sessões de discussão não vislumbrou a luz do dia. Há mais de um ano que o país espera que o governo apresente o Programa Nacional de Juventude.

3. A Alteração da Lei Orgânica do Instituto Português da Juventude. Será que a JS se esquece que a nova lei orgânica do IPJ acabou com o regime de co-gestão, sistema pioneiro na Europa, contra a opinião do movimento associativo nacional?

Será que a saudação que a JS faz da aprovação da lei orgânica do IPJ terá a ver com a inundação de jovens socialistas no IPJ?

A JSD não se enganou. Só lamentamos que aqueles que, connosco, deveriam colocar acima do interesse partidário o interesse dos jovens portugueses continuem a demonstrar a sua absoluta subserviência ao governo e ao PS.

Não podemos deixar de sublinhar o facto de a JS resumir a sua actividade ao acompanhamento e à crítica da actividade política da JSD.

Para a JSD só há um caminho. O da defesa incondicional dos interesses dos jovens portugueses e do futuro de Portugal. Custe o que custar. Custe a quem custar.

Lisboa, 27 de Agosto de 2007

A Comissão Política Nacional da JSD"

Anónimo disse...

parabéns bela campanha!

Já agora uma pergunta onde anda o meu computador que estou à espera desde Setembro?

99% das escolas com inglês?
Será verdade?Provas precisam-se.
Mas o inglês é uma actividade extra-curricular e facultativa não obrigatória.

JCruz disse...

Sr. Anónimo o seu computador está na loja foi lá que eu comprei o meu ou acha que eu tenho de andar a pagar impostos para lhe oferecerem um computador?

Anónimo disse...

Excelente...
Afinal em que ficamos?
Tenho que ir à loja?

Com computadores e bolos se enganam os tolos!
Bela campanha esta "500 000 computadores para professores e alunos"
falta acrescentar que para terem o seu têm de passar na loja, mas então até são mais de 500 000 depede dos stocks...

Google