Leituras dispendiosas



Na continuação do Post do Fonseca Gil aqui ficam alguns números. À Vossa consideração.

Valores GOP
Boletim Municipal 2007
Impressão: 262.477,00 euros
Distribuição: 77.864,00 euros
Total: 340.341,00 euros

Boletim Municipal 2008
Impressão 27 edições: 189.000,00 euros
Distribuição 22 edições: 80.000,00 euros
Total: 269.000,00 euros

A estes valores deve acrescentar-se ainda o custo dos recursos humanos afectos ao Boletim Municipal, pelo que é seguro afirmar, que a edição do Boletim Municipal do Seixal custa à Câmara Municipal pelo menos 50.000 Euros mês!

Valerá a pena?

9 comentários:

Anónimo disse...

Não, não vale mesmo a pena...ainda por cima para ver sempre as mesmas caras e ler as mesmas notícias.

Ainda me hei de dar ao trabalho de contar, por edição, o número de vezes que a Dr.ª Corália aparece...

Anónimo disse...

Claro...quanto custam as mesmas publicações no Montijo, Amadora, Vila Franca de Xira,Lisboa ou Évora, só a titulo de exemplo, para percebermos do que estamos a falar e podermos comparar.

Ana disse...

Não percebo para que serve o boletim a não ser para a dita propaganda, já que todos as notícias sobre os trabalhos efectuados ou em vias de, não passam do dever e obrigação de quem foi eleito para tal, era como se eu emitisse um boletim para a minha rua descrevendo as minhas actividades domésticas, fiz a cama, arrumei e limpei o quarto, fiz o almoço composto de ... e de ..., e quero ser eleita a dona de casa cá do sitio.
Vejo a necessidade de um boletim sim mas que divulge os eventos culturais as acções de voluntariado em prol de ONGs, e outras coisas semelhantes que leve à participação dos munícipes, idependentemente de terem ou não filiação partidária.
Assim é só usar o dinheiros dos contribuintes em benefício (propaganda)própria, já vi isto em tempos em Lisboa de uma outra forma.
Para além de que e de acordo com o que se fala a CMS tem problemas financeiros pelo que há que começar a elaborar um bom programa de savings com o Boletim Municipal em primeiro lugar.
Cumprimentos

Filipe de Arede Nunes disse...

Parece-me que a total de verba orçamentada para o Boletim Municipal - eu não sou contabilista pelo que admito já à partida a possibilidade de estar errado - será de €560.018,00.
Seja como for, sobre este assunto já nos escrevemos no passado:

http://juventudeseixal.blogspot.com/2008/02/boletim-municipal-do-seixal-propaganda.html

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Velas do Tejo disse...

Respondendo à pergunta: se estivermos a olhar pelo prisma de quem nada faz mas precisa de continuar a ser eleito... sim, vale a pena...

Se pensarmos na perspectiva do municipe que clama por obra real e não virtual... não vale mesmo a pena.

Aquilo que se gasta para camuflar o que não se faz era o suficiente para fazer obras uteis para dignificar a terra e, por exemplo, salvar a situação critica em que o comercio do Seixal ficará quando a autarquia abandonar a quantidade de edificios que actualmente monopoliza.

José Assis disse...

É verdade Gil , o que dizes quanto ao arquivo on line do Boletim Municipal.

Eu andei á procura do Boletim de 2000, onde se efectuou a apresentação do Centro de Estágios do SLB, para ver da importancia então dada á "clausula genérica" que regula as contrapartidas desportivas por força da celebraçao do denominado protocolo de acordo que viabilizou a construção do Centro e não encontrei o Boletim.

Por sorte guardei os jornais desportivos e outros da época , vê tu bem estamos a falar dos anos 99 ; 2000 e por aí fora .
Não sei se tu te recordas mas só foi possivel o Centro de Estágios do glorioso ( digo publicamente assim porque sou do benfica desde pequenino , ainda o actual presidente do clube andava com o actual presidente do FCP na direcção deste já eu ia á Luz de cachecol )porque um conjunto de benfiquistas contrariou a vontade inicial da CMS que foi a de resisitir á vinda do equipamento para aqui .

Ainda agora acabei de ler o que , ao tempo foi dito e francamente gostei .


um abraço e podes prosseguir com a tua pesquisa .

José Assis

Paulo Edson Cunha disse...

Como diz o poeta "Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena". Não penso que se trate do caso, portanto diria claramente que não vale a pena.
Claro que, como tudo na vida, é uma questão de prioridades e a Câmara traçou a sua.
O PSD, à semelhança do PS, reconheço, tem-se batido por esta questão. Inclusivé, já diligenciei no sentido de apurar responsabilidades quanto a este assunto, e tornarei públicos esses resultados quando aparecerem.
Aqui está uma questão que toda a oposição deverá condenar a uma só voz!
Cumprimentos

hkt disse...

O BM cumpre a sua função: parece um jornal mas, não é... parece que informa mas, não informa...é um jogo de espelhos feito à medida do poder instalado (mais conservador). E claro, na medida em que o próprio BM se pode transformar em arma de arremesso político (lembrança inconveniente de tantas e tantas promessas não cumpridas) convém dificultar a sua consulta online.
Quanto à despesa... fotografos, redacção, avenças, transportes, comunicações... se o BM tivesse contabilidade própria... mas, assim, fica tudo incluído no grande bolo do desperdicio autárquico. De resto, as contas são apresentadas para favorecer essa opacidade quando toca ao BM perdem-se as "paredes de vidro".

Ponto Verde disse...

É escadaloso o gasto com o Boletim Municipal do Seixal!

É CRIMINOSO face a compromissos assumidos (convencão de Ahrus por exemplo) o bloqueio à informacão que o actual ¨motor de busca¨ do site da autarqia/boletim representa.

Nos primórdios da ¨net¨ bastava introduzir o nome de um local para que logo aparecesse tudo o publicado sobre todas as obras, todos os projectos , todos os protagonistas...sobre esse local!

Experimente agora, no tempo da ¨Banda larga¨ e do acesso mais generalizado ã Internet!

É a nova versão das actas alteradas e corrigidas...

Google