PARES - Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais


O Governo, através do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, enquadrado no Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais - PARES, acaba de aprovar, para o concelho do Seixal, três importantes projectos na àrea social. Tal incentivo vai traduzir-se num investimento global superior a 1.750.000 €.
Os investimentos previstos são:

- Lar, Creche, Centro de Dia e aumento da
capacidade de Apoio Domiciliario na Associação de
Reformados da Freguesia do Seixal
num investimento de 1.060.000€ que permitirá alargar estas valências a mais 200 utentes/dia.

- Creche do Centro Paroquial de Corroios, um
investimento do Governo de 420.000€ destinado a 66 crianças.

- Lar e Residência Autonoma da Cercisa em
Corroios/Miratejo
com um investimento Governamental de 270.000€ destinado a 20 Jovens.

Estes equipamentos correspondem a anseios antigos da população agora materializados, e vêm-se juntar ao recente investimento no âmbito do Programa Equipamentos Urbanos de Utilização Colectiva, com um investimento total de 200.000 Euros nas Igrejas de Amora e de Vale Milhaços e à obra já lançada no âmbito do programa PARES de contrução da creche Sonho Azul da Cooperativa pelo Sonho é que Vamos.

1 comentário:

Anónimo disse...

Caro Samuel,
independente das opções politico partidárias há que convir que o investimento do Governo Central é e sempre tem sido, diminuto, pois se é verdade que este é sempre bem vindo e justo também o é constatar que tem sido quase inexistente.
E isto é uma critica/constatação em relação a TODOS os governos que têm vedado o investimento na "margem sul" à decadas, pois quando a população tem contribuido solidáriamente para o país, tem sido preterida em termos de PIDDAC consecutivamente.
Será porque é gerida pela CDU nestes anos todos?
Deixo à sua consideração.........

P.S. Apesar de aplaudir o investimento também sei ver que ele é muito baixo cerca de 2 milhões de euros(400 mil contos)é uma gotinha de água no oceano, quase o mesmo gastou o ministério da justiça na aquisição de viaturas/bólides, o que é isso comparado com as necessidades das populações atingidas pela construção daqueles equipamentos.

Google