Um barco pousada e um parque temático

Não é de agora. Desde sempre, o Município do Seixal tem descurado as potencialidades turísticas do concelho, nomeadamente esse recurso fantástico que é a Baía. A falta de oferta na área do alojamento é notória. A falta de uma referência no concelho que funcione como âncora aos demais intervenientes no processo, é outra lacuna evidente.
Ora, tendo o concelho do Seixal uma mais-valia sub-aproveitada - a sua baía - e sabendo que os jovens são bons impulsionadores de certos conceitos, duas ideias que poderiam/deviam ganhar algum formato real seriam a criação de uma pousada de juventude no concelho e de um Parque temático. Mas onde?
Pegando num conceito que já existe em Viana do Castelo, a ideia de criar uma pousada de juventude num navio seria algo que poderia ter boa aceitação. Em Viana, o navio Gil Eanes está ancorado numa antiga doca do porto de mar. Esse navio-hospital dos pescadores de bacalhau, nos mares da Gronelândia, dispõe de 57 camas e uma sala de convívio. Aqui a baía seria um esplêndido local para acolher este projecto. Acresce que tal iniciativa teria a indiscutível mais-valia, de recordar aos mais jovens o que foi o Seixal no século passado, e o que eram as suas secas de bacalhau.O Seixal ganharia em termos paisagisticos mas sobretudo turisticos. É que esta pousada, dada a proximidade da capital, facilmente funcionaria como Pousada de "recuo" em alturas de maior afluência, ou até como primeira opção de quem querendo visitar Lisboa, dispensa bem, para pernoitar, o seu bulício.
Temos no Seixal os recursos naturais com que a natureza brindou esta região, falta agora a imaginação e a capacidade de realizar dos agentes locais.
Por último referir que nesta estratégia de desenvolvimento turístico, tendo como público alvo a juventude, cabe enquadrar um grande parque temático que serviria como pólo de atracção regional, e podia muito bem ter por tema os descobrimentos.
Afinal, conclui-se que, há matéria-prima não há é cuidado e imaginação no desenvolvimento da mesma, sendo que o alojamento e a falta de actividades atractivas são uma pecha para quem que por aqui queiram passear.

1 comentário:

Luis Pedro Gonçalves disse...

O barco/pousada parece me uma excelente opção (sinceramente, e como discutimos no passado, é a minha preferida), mas temos ainda outras opções interessantes como a reabilitação de prédios antigos, se possível até, de importância histórica.

Seria, de facto, um excelente contributo para a reabilitação da baia...

Google