A pergunta que se impõe - II


Ao que parece, uma vez mais, as FARC vêm à «Festa do Avante», no Concelho do Seixal. Realmente, com a presença deles por cá, o slogan "não há festa como esta" fica bem apropriado, pois em mais nenhum local deste país seria permitido a presença do braço político de uma organização terrorista. Seria o mesmo que convidarmos, o entretanto ilegalizado braço político da ETA, o Herri Batasuna.
Na referida festa irão estar presentes nomes como Sérgio Godinho, Vitorino e Janita Salomé, coincidência ou não, todos eles nomes que já utilizaram muitas vezes palcos para pedirem a libertação de presos políticos. Ora, indo eles marcar presença no referido evento, seria de total honestidade, para com aquilo que já demonstraram no passado, aproveitar a presença das FARC na «Festa do Avante» para apelarem à libertação de Ingrid Betancourt, sequestrada há mais de 2000 dias pelas referidas FARC. As mesmas que se vão passear pela festa. Aquelas que ninguém sabe quem as financia, de modo a conseguirem marcar presença por estas bandas. Mas vindos da Colômbia...
Para lembrar os mais esquecidos, Ingrid Betancourt é «uma senadora e activista anti-corrupção colombiana. Foi raptada pelo grupo terrorista FARC, em 23 de Fevereiro de 2002, enquanto fazia campanha para as eleições presidenciais, permanecendo ainda em cativeiro». A fonte é a Wikipédia.
Sendo o Partido Comunista um proclamador da liberdade, qual é a intenção de trazer até Portugal o Partido Comunista Colombiano quando estes possuem um braço armado pouco dado a noções de liberdade de expressão e de valores?
A pergunta que se impõe é: Irá alguém subir ao palco da Quinta da Atalaia para reclamar a Liberdade de Ingrid Betancourt?

Post Scriptum: Ironicamente a imagem que ilustra este texto foi retirada do site das FARC.

7 comentários:

nunocavaco disse...

Fica-lhe mal, muito mal. Então não sabe que as FARC não vêm à Festa do Avante?

Também lhe fica mal falar das FARC e não referir tudo o resto.

Fica-lhe mal. É mais honesto dizer que não gosta da Festa.

Paulo Silva disse...

Exmo Senhor Vereador
O ano passado também correram rumores da presença das FARC na Festa do Avante e não foi por isso que o senhor não deixou de ir à Festa... E de mostrar o seu ar de inveja por fazer parte de uma partido que não tem organização para fazer uma iniciativa semelhante.
Depois deste seu comentário, quero ver se este ano também vai à festa e aproveitar para comer umas mariscadas contribuindo, desta forma, financeiramente para o PCP!
Quanto às FARC não vêm à Festa, quem vem à Festa do Avante é o Partido Comunista Colombiano, mas também lhe digo que se as FARC viessem à Festa, como comunista teria muito orgulho nisso, pois reconheço às FARC a força de quem luta com armas contra o capitalismo!

Filipe de Arede Nunes disse...

Há coisas que nunca mudam!
Fico feliz por saber que afinal o PCP não abandonou a sua tendência totalitária e anti-democrática.
Esta ultima frase do Sr. Paulo Silva é de lapidar: "mas também lhe digo que se as FARC viessem à Festa, como comunista teria muito orgulho nisso, pois reconheço às FARC a força de quem luta com armas contra o capitalismo!"
Assim se vê, a natureza do PC!!
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Samuel Cruz disse...

Caros Paulo Silva e Nuno Cavaco,

Fui o ano passado à Festa do Avante e irei amanhã de novo, correspondendo ao convite efectuado pelo PCP. Quanto à capacidade de organização, eu não diria inveja, mas podes substituir a palavra por admiração e estamos os dois de acordo.
Certamente, até porque visitarei a festa depois dos discursos políticos, por lá comerei e beberei… Se tiver que pagar assim o farei, se algum Comunista me convidar, até podes ser tu, dita a educação, que já que estou em Vossa casa, aceite. Assim, não terei que financiar o PCP e livro-me desse pecado. Às oito e meia no stand do Algarve?
Quanto a tudo o mais estamos em pleno desacordo, o que é, aliás, perfeitamente natural, porque tudo o resto é política e as nossas opções são, é sabido, diferentes.
Como vê, Nuno Cavaco, nada me move contra a Festa do Avante. Mas não gosto de organizações terroristas. São feitios…
Um abraço,

Samuel

Tacitus disse...

A verdade é esta: o comunismo é uma espécie em extinção. Se eles não recrutarem os líderes espirituais lá da Colômbia, Cuba e arredores vão convidar quem? É a lei da sobrevivência a funcionar.
Eu só espero é não ver o Jerónimo a ler o discurso com uma Kalash atrás das costas...

Avante, avante...o país precisa de comédia!

Cordiais Saudações

nunocavaco disse...

Caro Samuel

O que escreveu merece-me um pequeno reparo, só um pequeno reparo.

O que são organizações terroristas?

Quem semeia o terror?

Estas perguntas não são de resposta fácil mas entendo que a linha seguida até hoje deixa muito a desejar.

Considerar as FARC terroristas e depois fazer negócios com entidades altamente suspeitas, para não dizer outra coisa é muito estranho.

Cumprimentos.

Quanto ao amigo das tácticas deixe-me apenas referir que nunca vi tantos jovens a trabalhar na Festa como neste ano. O que me deixa muito satisfeito e até orgulhoso porque acredito que quem nos conhece realmente aprecia e fica com vontade de lutar a nosso lado.

Tacitus disse...

Amigo Cavaco,

Só lhe falta dizer que o PCP é um partido rejuvenescido (não confundir com renovador). Basta ver os comícios e jantares do PCP, é só rapaziada jovem na média dos 60 pra cima.
E esse "lutar ao nosso lado" que fala tem mais a ver com assistir a uns concertos à borla e comer umas bifanas à conta das Farc e do Fidel, do que essa luta que tanto gostam de apregoar às sete quintas.

A luta continua, rumo à vossa sobrevivência.

Cordiais Saudações
Tacitus

Google