O futebol e as Elites


Em 1960/61 e em 1967/68 foi Campeão Nacional da III divisão. Na época 1963/64 e 1964/65 andou na I divisão nacional. Estou, obviamente, a falar do Seixal FC. Os habituais utilizadores do Estádio do Bravo abandonaram este ano o futebol sénior. Um clube com um vasto historial acaba, assim, sem glória e sem que muita gente tenha noticiado tal facto. Após uma época meritória no ano passado, principalmente numa segunda volta excepcional, o Seixal FC conseguiu alcançar um honroso 6º lugar havendo quem, para este ano, vaticinasse uma possível subida aos escalões nacionais. Mas não. Antagonicamente o que sucedeu foi a não inscrição da equipa junto da A.F. Setúbal. Alegados motivos de ordem financeira. Ora, sendo essa a razão, não seria do interesse de todas as forças vivas do Concelho ter arranjado um modo de salvaguardar o continuar de um clube com o historial que o Seixal FC apresenta?
Contudo, a falta de elites na margem sul é gritante, e tal reflecte-se numa total ausência de pensamento estratégico, nesta, e noutras matérias, eventualmente bem mais relevantes, quer se queira quer não, esta é uma realidade por demais evidente. O V. Setúbal há dois anos que vive com a corda na garganta por falta de apoio financeiro. O FC Barreirense entrou em queda livre e da Divisão de Honra já está pela 3ª. O Montijo fechou as portas ao futebol sénior este ano, tendo também feito um rápido percurso descendente desde a 2ª divisão até aos distritais, onde jogaria este ano caso não abandonasse a modalidade.
Em suma, há uma falta de elites e, fenómeno da margem sul, há até uma certa alergia em falar-se delas. Para ter a prova evidente desta realidade basta consultar a secção comentários do blog.
Assim, aliada à falta de meios económicos, há também, na peninsula de Setúbal, pouca imaginação, saber e capacidade de influência.

A criação de uma SAD, ou qualquer outra entidade jurídica autónoma, que pudesse gerir os destinos do clube, sem o peso de dividas passadas para a assombrar seria a solução.
A CM, no seu Orçamento anual, tem uma verba destinada ao apoio dos clubes do Concelho. Todavia, as dívidas acumuladas pelo clube seixalense, mas não só, são tais que essa quantia pouco ajudaria.
Algo que muito se comenta é o facto do Ginásio Clube de Corroios ter, ao nível dos escalões de formação, um excelente trabalho realizado. No entanto, acabada a idade da formação estes jovens têm de abandonar o Clube, pois o Corroios não possui escalão sénior. Talvez uma muito boa sinergia pudesse ser aproveitada em conjunto com o Seixal FC para a continuidade/passagem de escalão. Além disso, o facto do Centro de Estágios do Benfica ser paredes meias com o Estádio do Bravo podia fazer com que um qualquer protocolo fosse assinado, para que o Seixal FC não caisse assim.
É pois necessária, em primeiro lugar, uma solução jurídica que alavanque um projecto ambicioso e ganhador e homens credíveis e disponíveis capazes de o executar.
Mas, uma vez mais, os interesses não se relevaram suficientes.
As elites fogem da margem sul e, também, sejamos realistas, o que é que as chamaria?

3 comentários:

Anónimo disse...

E o Amora, o Arretela e o Paio Pires ? Não fala desses, o primeiro est
a atulhado de dívidas, o segundo tem conseguido fazer dinheiro com antigos jogadores hoje me clubes de topo e o terceiro já interrompeu a modalidade e já a retomou.

Atenção quando fala para não se esquecer dos outros.

A verdade é que o futebol não tem o minimo interesse na comunidade local, a formação é importante para os jovens, mas sejamos honestos, as pessoas não ligam a futebol, ma melhor das hipóteses um jogo do nacional tem 200 pessoas a assitir.

Vale a pena investir demasiado nos séniores? Eu acho que não, não há o retorno da formação e não gera receitas

Pedro Lima disse...

Há anónimos mesmo burros. Além de não terem nome não têm também dois dedinhos de inteligência. O Seixal NÃO ESTÁ inscrito este ano. É essa a razão de ser do post que acabei de ler. O Amora, Arrentela e o Paio Pires de que fala, todos estão! Será que vc tem de ir prá escola pra aprender a ler, ou a ânsia de criticar cria-lhe cegueira e nem interpretar o que se escreve vc consegue?

Esquerda Centrista inclinada para a direita = Igualdade e justiça, o resto é tretas! disse...

Pois... o Seixal não está... o Amora está... O Arrentela está... e o Paio Pires também está... e por isso o Seixal merece toda a atenção correcto? Então diga-me por favor onde ficou toda essa atenção com o Paio Pires FC na passada temporada em que foi forçado a terminar com o futebol sénior???

Diga-me por favor onde fica o Paio Pires e o Arrentela, que seria injusto não falar deles em relação às condições? O "coitadinho" do Seixal que estourou com os cofres da CM Seixal com o Basquetebol, com os trabalhadores da Câmara a tratarem do relvado do clube, enquanto isso, os já não desgraçados, pq têm futebol sénior Paio Pires e AC Arrentela não têm as menores condições de trabalho, continuam a jogar em pelado em pleno século XXI e sabe Deus como têm atletas, e como conseguem sobreviver...e sem esse tal apoio pq é não é um histórico, na óptica deste senhor, não merecem esse apoio, continuam a apoiar e a investir na continuidade dos jovens que fazem a sua formação e chegam a séniores e não precisam de acabar...

Para além do esforço, é bom não esquecer a BOA GESTÃO que se deve fazer...mesmo que seja com um modelo caseiro tão simples nas nossas vidas...não tens...não gastas... Sabem por exemplo que o Paio Pires FC não paga a nenhum jogador? é tudo voluntário! Sabem quanto o Seixal FC pagava para fazer "o belíssimo campeonato" que este senhor disse a jogadores, que por favor, deixemo-nos de hipocrisia, são amadores e não são tão melhores que os do Paio Pires ou do Arrentela...

Google